PS critica “condições inaceitáveis” nas Urgências de Castro Verde

PS critica “condições inaceitáveis”

O Partido Socialista de Castro Verde está bastante preocupado com as condições do Serviço de Urgências Básicas (SUB) do Centro de Saúde local, que considera “inaceitáveis”.
De acordo com os socialistas, nas últimas semanas o SUB tem apresentado “um quadro verdadeiramente inaceitável”, que coloca “em causa a salubridade, a segurança e a privacidade dos utentes”, além de não ter as condições adequadas “para os profissionais de saúde que ali trabalham”.
“Nos últimos dias e noites, o tempo de espera no Serviço de Urgências chegou a superar sete horas, havendo vários doentes e acompanhantes a ficarem na rua, à espera de atendimento, por falta de espaço na sala de espera, que é muito reduzida e não tem quaisquer condições para garantir aos utentes a necessária privacidade no local de recepção e inscrição”, denuncia ao “CA” o vereador do PS, António José Brito.
Para este responsável, esta situação resulta, por um lado, “do feroz ataque levado a cabo pelo Governo PSD/ CDS contra o Serviço Nacional de Saúde, pondo em causa a prestação de cuidados médicos com qualidade a uma população que está envelhecida e tem poucos recursos”.
Além do mais, continua António José Brito, “este quadro revela também a total incapacidade e falta de vontade da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo para resolver o problema grave e há muito tempo identificado no espaço do SUB de Castro Verde, onde é urgente avançar com as necessárias obras de ampliação e melhoramento”.
Recorde-se que o SUB de Castro Verde funciona 24 horas por dia, recebendo os doentes dos concelhos Castro Verde, Almodôvar e Ourique, assim como de algumas localidades de Aljustrel e Mértola.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima