PS considera taxa de IMI em Beja elevada

PS considera taxa de IMI em Beja elevada

A bancada do PS na Assembleia Municipal de Beja absteve-se na votação da taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) a aplicar em 2017, que passará para 0,36%, por considerar que esta ainda é “demasiado elevada”.
Em comunicado enviado ao “CA”, os socialistas que a receita de IMI na área do concelho era de cerca de 2,3 milhões de euros em 2012 e que foi superior a 3,5 milhões de euros em 2015.
“O PS entende por isso que a redução de IMI iniciada no mandato anterior deveria ter tido continuidade de forma progressiva, aliviando a taxa deste imposto municipal sobre os proprietários de imóveis em Beja, algo que não aconteceu”, argumenta o PS, que propunha uma taxa de IMI de 0,34% para 2017, a que se juntava uma majoração em função de os agregados familiares terem um, dois ou três e mais filhos.
Os socialistas sublinham ainda que “Beja deverá ter este ano a maior receita de sempre de impostos municipais”, lamentando que neste quadro “se desagrave tão pouco o IMI”. E recorda “que por erro exclusivo da Câmara de Beja, os coeficientes de localização de imóveis em várias zonas da cidade de Beja estão errados desde o início de 2016, penalizando bastante quem tenha inscrito ou reavaliado imóveis durante o corrente ano”.
Por tudo isto, o grupo do PS na Assembleia Municipal explica que se absteve na votação da taxa de IMI para 2017 “unicamente porque, ainda que sendo manifestamente insuficiente, se trata de uma redução de taxa face à actualmente vigente”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima