Providência cautelar contra candidatura de Pulido Valente

Providência cautelar contra

Depois de João Rocha, o Movimento Revolução Branca (MRB) vai interpor uma providência cautelar para impedir a recandidatura de Jorge Pulido Valente à Câmara de Beja.
O autarca socialista foi eleito presidente da Câmara de Mértola pelo PS em 2001 e reeleito em 2005, mas suspendeu o cargo em Setembro de 2008, quase um ano antes do fim do segundo mandato, e em 2009 candidatou-se à presidência da Câmara de Beja e foi eleito.
Através da providência cautelar, o MRB pretende que Jorge Pulido Valente seja "legalmente impedido" de se recandidatar à presidência da Câmara de Beja, porque "faz parte de um conjunto de autarcas que estão no limite de mandatos", mas "já formalizou a sua recandidatura", disse à Agência Lusa Paulo Romeira, do movimento.
Segundo a "interpretação" do MRB, a "interrupção" do segundo mandato de Jorge Pulido Valente, em Mértola, "para efeitos de lei, não tem qualquer valor, e, como tal, considera-se como mandato cumprido", disse.
Segundo Paulo Romeira, a providência cautelar contra a candidatura de Jorge Pulido Valente, pelo PS, "demonstra, mais uma vez", que o MRB, que já interpôs providências cautelares contra autarcas do PSD e da CDU, "não está orientado por qualquer princípio partidário".
Em declarações à Lusa, Jorge Pulido Valente disse que está "tranquilo" e mostrou-se "confiante" de que o tribunal "não vai dar provimento à providência cautelar".
O MRB também já interpôs uma providência cautelar para tentar impedir outra candidatura à presidência da Câmara de Beja, a do candidato da CDU, o "histórico" antigo autarca de Serpa, João Rocha.
Antes, o MRB interpôs igualmente uma providência cautelar para tentar impedir a candidatura à Câmara de Beja, pelo PSD, de António Sebastião, que entretanto ficou sem efeito porque o autarca deixou de ser o candidato social-democrata à presidência da autarquia da capital do Baixo Alentejo.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima