Apresentada proposta de reabilitação urbana para São Teotónio

A Câmara de Odemira quer avançar com um projeto de reabilitação urbana de São Teotónio, que pretende “marcar uma nova fase na vivência desta vila” do concelho.

Segundo fonte municipal, a proposta apresentada à população pelo executivo no passado sábado, 11, tem como objetivos o “reforço da centralidade do núcleo antigo” de São Teotónio, a “reabilitação das infraestruturas” e a “criação de um novo espaço público verde”.

Para tal, a autarquia prevê a “concretização de um eixo viário estruturante”, que incidirá “numa artéria principal de ligação ao interior da vila”, “na definição de uma hierarquia viária” e na “organização dos acessos transversais”, assim como “no escoamento do trânsito pesado, qualificação da imagem urbana das entradas na vila e no correto dimensionamento dos espaços de circulação viária e pedonal”.

A proposta prevê igualmente a criação do Parque Urbano “Quinta do Baltazar”, que “implicará a reabilitação das margens do ribeiro e galeria ripícola, o reforço da vegetação autóctone, a ligação pedonal entre o núcleo antigo e a extensão de Saúde e complexo escolar”.

No âmbito do futuro Parque Urbana é ainda proposta “a dotação de espaços de circulação e estadia acessíveis e seguros, permitindo a fruição junto à linha de água, e a criação de bolsas de estacionamento”.

Finalmente, a reabilitação do núcleo antigo de São Teotónio “incluirá a substituição da rede de abastecimento de água, a intervenção na rede de águas residuais, implementação de uma rede de águas pluviais eficiente” e “a redefinição da rede de recolha de resíduos sólidos urbanos”.

Esta intervenção incluirá também trabalhos para “melhorar a iluminação pública, através de soluções de eficiência energética, a adequação do espaço público ao uso pedonal, reforço do uso do espaço público, organização do tráfego automóvel e criação de bolsas de estacionamento”.

Segundo a Câmara de Odemira, até 31 de janeiro decorre um período de participação pública sobre este projeto.

Os interessados poderão consultar a documentação no portal da Câmara Municipal e na sede da Junta de Freguesia, sendo que depois dos contributos da população “avançar-se-á para o projeto-base, seguido do projeto de execução e, posteriormente, o concurso de empreitada”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima