Projecto na área dos frutos secos avança em Ferreira do Alentejo

Projecto na área dos frutos secos

O concelho de Ferreira do Alentejo vai receber em breve um projecto na área da produção, transformação e comercialização de frutos secos, avaliado em um milhão de euros.
O investimento na área do descasque de amêndoa está a cargo da recém-criada empresa Migdalo (ligada à Agrobeja) e poderá vir a criar até seis novos postos de trabalho.
De momento, os promotores da iniciativa ainda estão a resolver alguns pormenores burocráticos para avançar com o projecto, que irá ocupar cinco lotes no Parque de Empresas em Ferreira do Alentejo, onde a Agrobeja se encontra presente desde o início.
“Este investimento tem uma particular importância para o nosso concelho porque significa a crescente relevância de Ferreira do Alentejo no que designámos por ‘segunda fase do Alqueva’, em que os investimentos agro-industriais terão maior destaque”, sublinha ao “CA” o presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo.
Para Aníbal Reis Costa, o projecto da Migdalo no concelho é igualmente simbólico por ser fruto da progressiva deslocalização da Agrobeja desde a capital do distrito para Ferreira do Alentejo e “pela diversificação económica que significa”.
É importante “pela aposta nos frutos secos – no caso o descasque de amêndoa, fruto com importância reconhecida na zona do Alqueva e a nível mundial – e a sua transformação no território, um dos objectivos económicos mais relevantes que devemos procurar”, acrescenta Aníbal Reis Costa.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima