Prisão de Beja vai ter novo director

Prisão de Beja vai ter novo director

José Luís Pereira vai dirigir o Estabelecimento Prisional de Beja nos próximos três anos, depois de ter sido nomeado no final do mês de Junho pela ministra da Justiça.
O despacho de Paula Teixeira da Cruz que designa os directores das cadeias portugueses por um período de três anos foi publicado em Diário da República esta terça-feira, 16, e uma fonte ligada à Direcção Geral da Reinserção e dos Serviços Prisionais citada pela Agência Lusa identifica várias mudanças na estrutura directiva das prisões.
No caso do Estabelecimento Prisional (EP) de Beja, a partir do dia 1 de Agosto o novo director vai ser José Luís Pereira, nascido há 50 anos em Melides, no concelho de Grândola.
Licenciado em Direito pela Universidade Moderna em 1999, José Luís Pereira desempenha actualmente as funções de director de serviços da Direcção de Serviços de Segurança da Direcção Geral dos Serviços Prisionais e é chefe do Corpo da Guarda Prisional.
No seu currículo, destaque para o facto de desde 2010 ter integrado o corpo de formadores em acções ministradas na Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Cabo Verde, além de já ter dirigido o EP de Évora (entre Julho de 2007 e Abril de 2010) e o EP Regional de Odemira (entre Junho de 2009 e Abril de 2010).
Tal como em Beja, também o EP de Pinheiro da Cruz, perto de Grândola, vai ter nova direcção, tendo sido nomeada para o efeito Maria Ceia Moura, de 58 anos.
Natural de Castelo Branco, Maria Ceia Moura é licenciada em Serviço Social pelo Instituto Superior de Serviço Social de Coimbra desde 1980, sendo actualmente adjunta do director para a área do tratamento prisional no EP de Vale de Judeus, além de assessora de carreira técnica superior de reinserção social.
Entre Fevereiro de 2001 e Julho de 2007 Maria Moura dirigiu o EP Regional de Évora.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima