Presidente das Mulheres PS do Baixo Alentejo quer cativar mais mulheres para a política

Presidente das Mulheres PS do Baixo Alentejo quer cativar mais mulheres para a política

A nova presidente do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas do Baixo Alentejo, Renata Veríssimo, pretende “cativar e motivar mais mulheres” para a acção política, “uma missão difícil mas não impossível”.
Nesse sentido, está a ser organizado em conjunto do Departamento Nacional das Mulheres Socialistas uma acção de formação para mulheres, que incidirá na “capacitação de mulheres para a política”.
Ao mesmo tempo, as Mulheres Socialistas do Baixo Alentejo associaram-se às homólogas de Évora e Portalegre na promoção de reuniões em cada um dos distritos onde serão abordados temas que preocupam “a todos”.
“Beja vai receber o terceiro e último destes encontros, onde se vão abordar as questões da interioridade. Mas não vamos fazer mais do mesmo! Não vamos ter cinco ou seis oradores a fazer discursos redondos, que já sabemos de cor e salteado, mas antes pessoas que vão falar da realidade, para que no final de cada um destes encontros possa haver uma acta onde estejam espelhados um conjunto de acções a curto prazo e de soluções a apresentar ao partido ao nível nacional”, explica Renata Veríssimo.
Estas acções surgem enquadradas naquele que é outro dos desafios da nova presidente do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas, que passa por abrir a estrutura à sociedade civil.
“As mulheres têm de sentir que este é um departamento activo, informado, presente, que está nos sítios e nos momentos importantes, que tem uma opinião no momento certo sobre determinada situação”, argumenta.
Actualmente, existem no distrito de Beja 330 militantes do PS, número que Renata Veríssimo pretende ver aumentado nos próximos anos.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima