Presidente da ULSBA avisa que 2012 será ano "muito difícil" para a instituição

Presidente da ULSBA avisa que 2012 será ano "muito difícil" para a instituição

O presidente da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) alerta que será "muito difícil" para a instituição manter a qualidade e a quantidade dos serviços em 2012, devido aos cortes no orçamento.
Através do Plano de Desempenho e Orçamento para 2012, "tornar-se-á muito difícil para a ULSBA o cumprimento dos objectivos propostos, com manutenção da qualidade e da quantidade na prestação dos serviços, honrando ao mesmo tempo os compromissos assumidos com terceiros", refere José Manuel Mestre.
O Plano de Desempenho e Orçamento da ULSBA para 2012 foi trabalhado "com base nas linhas de orientação da tutela", que estipulam reduções de cinco por cento nos proveitos e de 11 por cento nos custos sobre os valores orçamentados em 2011, explica.
O alerta de José Manuel Mestre, que deixa o cargo no final deste ano, surge num comunicado interno distribuído aos funcionários da ULSBA e ao qual a agência Lusa teve hoje acesso.
Segundo José Manuel Mestre, se os contratos e as regras de financiamento "tivessem sido cumpridos", o resultado dos exercícios financeiros da ULSBA "seria, à data, francamente positivo, o que permitiria agora disponibilidades de tesouraria para a sustentabilidade da dívida acumulada a fornecedores assim como o total cumprimento do orçamento".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima