Presidente da República visita hoje empresas hortícolas do concelho de Odemira

Presidente da República visita hoje empresas hortícolas do concelho de Odemira

Três empresas hortícolas do concelho de Odemira, Vitacress, Atlantic Growers e Camposol, com um volume global de vendas que ronda os 40 milhões de euros, são visitadas nesta quarta-feira pelo Presidente da República, Cavaco Silva.
A visita é promovida a convite da Associação de Horticultores do Sudoeste Alentejano (AHSA), que pretende mostrar ao Chefe de Estado as boas práticas das empresas da zona e o potencial para acolher novos investimentos.
“É importante chamarmos a atenção para esta zona, porque fizemos investimentos e precisamos do reconhecimento do trabalho feito aqui, que é muitas vezes esquecido”, realçou Paul Dolleman, presidente da AHSA.
Trata-se de empresas, segundo o responsável, “que estão em Odemira há quase 20 anos, que funcionam bem e que representam, no global, um volume de vendas de cerca de 40 milhões de euros, grande parte através das exportações”.
Mas Paul Dolleman vai transmitir também ao Presidente da República que o perímetro de rega do Mira, abastecido pela barragem de Santa Clara, está aquém da sua real capacidade.
“O perímetro pode abranger 12 mil hectares, mas só seis mil são utilizados, principalmente por falta de condições da outra metade”, criticou.
Para incentivar novos investimentos na área do perímetro, nomeadamente de horticultura, que tem “forte potencial exportador”, são precisas de obras, alertou.
“É preciso avançar com investimentos na infra-estrutura, por exemplo na manutenção de canais e em sistemas de rega sob pressão e de drenagem”, sublinhou.
A AHSA quer ainda mostrar as vantagens da tecnologia da Atlantic Growers, que produz pimentos em eco-estufas de vidro recorrendo a um sistema, pioneiro a nível nacional, de co-geração de energia, a gás natural.
“É a única empresa em Portugal com este sistema. A co-geração tem forte potencial e é preciso replicar esta prática, mas têm de ser ultrapassados alguns fatores que limitam a aplicação do sistema”, disse.
A co-geração permite a produção de calor, para aquecer a estufa, de electricidade, para consumo próprio e venda à rede nacional, e de dióxido de carbono, necessário às plantas.
Segundo a AHSA, a visita do Chefe de Estado começa às 11h30, na Vitacress, empresa do grupo português RAR especializada em vegetais frescos e em saladas embaladas, seguindo-se a produtora de pimentos Atlantic Growers.
A deslocação, após o almoço, termina na Camposol, empresa produtora de hortícolas e de relva.
A AHSA reúne as 10 maiores empresas hortícolas do sudoeste alentejano, que ocupam uma área total de 1 700 hectares e têm um volume de vendas global de 75 milhões de euros – três quartos dos quais fruto de exportações -, empregando entre mil a duas mil pessoas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima