Presidente da CCDR do Alentejo visitou obras em Castro Verde

O presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo elogiou a “estratégia” da Câmara de Castro Verde para o desenvolvimento do concelho.

“Nota-se que é um concelho que está bem estruturado e pareceu-me que há um plano, que há uma estratégia, e isso vai ser, com certeza, importante para o concelho e para a região”, disse ao “CA” António Ceia da Silva no final da visita, realizada na sexta-feira, 26, ao concelho de Castro Verde.

Ceia da Silva iniciou o seu périplo por Castro Verde com uma reunião com o presidente da Câmara Municipal, António José Brito, e com o vereador David Marques, responsável pelas áreas de Projetos e Fundos Comunitários, com o objetivo de analisar um conjunto de projetos já concretizados e outros em curso ou em fase de arranque.

Depois, a comitiva passou pelas recém-terminadas obras das estradas EM 508 e CM 1139, pela requalificada Rua Morais Sarmento e pelo Centro de Artes e da Viola Campaniça.

A visita inclui ainda passagens pelo Pavilhão Desportivo Municipal, Escola Secundária, obras do Cemitério de Castro Verde, futuro Estacionamento de São Sebastião e Eixo Rua António Francisco Colaço – Largo Victor Guerreiro Prazeres, e pela futura Zona de Atividades Económicas de Castro Verde.

Estes investimentos da Câmara de Castro Verde totalizam um investimento total de pouco mais de 8,8 milhões de euros, entre fundos comunitários e verbas municipais.

“Nota-se que é um concelho que está bem estruturado e pareceu-me que há um plano, que há uma estratégia, e isso vai ser, com certeza, importante para o concelho e para a região.”

Ceia da Silva | presidente da CCDR do Alentejo

A par destas empreitadas, o presidente da CCDR do Alentejo visitou ainda as obras de construção da residência autónoma que a Cercicoa está a desenvolver em Castro Verde, e que conta com um apoio de 20 mil euros da autarquia.

“É muito importante que a CCDRA e o seu presidente possam estar no terreno, contactar com os autarcas, verificar os projetos que estão em execução, falarmos sobre projetos futuros e dinâmicas de desenvolvimento da região. Há tantas questões para tratar e é muito diferente verificarmos isso no terreno do que ficarmos sentados no gabinete”, sublinhou Ceia da Silva no final da visita,

O presidente da CCDR do Alentejo disse ainda ter ficado “muito satisfeito” com o que viu em Castro Verde, aplaudindo a autarquia por ter em curso “um conjunto de obras” que “preenchem as diversas áreas de intervenção em termos comunitários”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima