Portas de Mértola "conquistam" bejenses

Portas de Mértola

Agora que o Verão “aperta”, as Portas de Mértola ganharam um novo conforto, fruto das telas de ensombramento colocadas no local no âmbito da requalificação da zona.
Depois das obras que durante um ano e meio transformaram o centro de Beja num verdadeiro estaleiro a céu aberto, com ruas esventradas e infindáveis condicionalismos, o “coração” da cidade parece estar a renascer e são cada vez mais pessoas a caminhar calmamente pela nova calçada.
“Isto está muito engraçado, até parece que andamos em Madrid. Apanhou-nos completamente de surpresa. Mas ainda bem”, diz ao “CA” entre tímidas gargalhadas a leiriense Ana Gomes, de 48 anos, que aproveitou a semana de férias para tirar “uns dias de relax” no Alentejo.
“O resultado final é muito positivo e a reacção que temos tido, quer por parte dos habitantes quer daqueles que nos visitam, também”, nota ao “CA” o presidente da Câmara de Beja, garantindo que agora até já há sábados com “fila de espera” para as esplanadas locais.
“Isso é sinal que aquela zona tem agora uma revitalização decorrente desta intervenção” acrescenta Jorge Pulido Valente.
Promovido pela autarquia e avaliado em cerca de 900 mil euros (parte dos quais financiados pela União Europeia), o Projecto Integrado de Beneficiação da Baixa de Beja virou toda a zona do avesso, através da renovação das infra-estruturas de água e saneamento, a instalação de fontes decorativas e obras de arte pública, a colocação de novo mobiliário urbano e a modificação do arranjo urbanístico do Terreiro dos Valentes.
A “cereja sobre o bolo” são os toldos de ensombramento, que dão um ar mais alegre e cosmopolita ao triângulo formado pela “Meia Laranja”, pela rua Capitão João Francisco de Sousa e pelo Terreiro dos Valentes.
“Quem for agora às Portas de Mértola já nota que o ambiente é diferente e que a atitude das pessoas e da própria cidade em relação àquele espaço é completamente diferente. Houve uma reconciliação da população com aquela zona, que estava muito decrépita, e acho que vamos conseguir inverter a decadência e dar outra vida às Portas de Mértola”, afiança Pulido Valente.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima