Politécnico promove Actividade Física e Saúde

Politécnico promove

“Mens sana in corpore sano”. Ou em bom português, “mente sã em corpo são”. Ainda Cristo não tinha nascido e já o poeta Juvenal defendia a “união” das dimensões físicas e mentais, que continua a fazer “escola” nos dias de hoje. O exemplo vem do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja).
A instituição tem nas suas prioridades a dinamização da actividade física entre alunos, docentes e funcionários, assim como a promoção de hábitos de vida mais saudáveis junto da comunidade em geral.
Este posicionamento levou a instituição a criar, em 2004, o Laboratório de Actividade Física e Saúde (LAFS), que actua em três distintas – mas complementares – vertentes. “Uma delas está ligada à componente curricular e lectiva, tendo em conta o actual curso de Desporto. Também na área da investigação, onde era fundamental no apoio à componente lectiva e à docência na sua formação. E finalmente no apoio à comunidade em geral, no desenvolvimento de um conjunto de projectos”, explica ao “CA” o coordenador do LAFS, João Leal.
Uma das áreas em que o laboratório incide mais a sua actuação é em matéria de treino desportivo, nomeadamente no estudo do rendimento de atletas em diversas dimensões. Projectos como o “InForma” (programa de avaliação da aptidão física) ou o “Tirakilos” (direccionado à população em geral com excesso de peso) são outras das faces visíveis do trabalho do LAFS, que dinamiza igualmente parcerias com entidades fora do IPBeja, casos do “Mexe-te”, “Activa-te” ou o mais recente “Lancheira Sorriso em Movimento”.
A estas iniciativas junta-se ainda o “Strong Cops”, criado no início de 2012 e que visa o acompanhamento e orientação científica ao nível do treino físico dos elementos que integram a Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial da PSP de Beja.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima