PJ investiga roubo de chifres de rinoceronte em Vila Viçosa

PJ investiga roubo de chifres

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar um assalto ao Museu de Caça, em Vila Viçosa, de onde foram furtados cinco chifres de rinoceronte, "um material muito valioso".
O oficial de relações públicas do Comando Territorial de Évora da GNR, o capitão Manuel Jorge, acrescentou à Agência Lusa que o assalto foi perpetrado na madrugada de segunda-feira, tendo o alarme do museu sido accionado à 1h38 para o posto da GNR de Vila Viçosa.
"Quatro minutos foi o tempo que levou a patrulha da GNR a chegar ao local e não encontrou os assaltantes", indicou o oficial.
Os assaltantes, segundo a mesma fonte, entraram no museu através de arrombamento da porta principal para roubar os chifres.
"A intenção era aquela e levaram o que pretendiam", referiu o oficial, acrescentando que a GNR isolou o local para a investigação da PJ.
O Museu de Caça e Arqueologia de Vila Viçosa é propriedade da Fundação da Casa de Bragança.
A Lusa contactou a fundação, que remeteu para as autoridades qualquer informação relacionada com o assalto, indicando apenas que "o museu está a funcionar normalmente".
Contactada pela Lusa, a Polícia Judiciária, através do gabinete de imprensa, confirmou que o assalto está a ser investigado, escusando-se a prestar esclarecimentos.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima