Petiscos e tradição “à mesa” em Odemira

Homens, idosos a cantar ao despique , canto ao baldão com viola campaniça

A tradição do baldão, da viola campaniça e da poesia popular vai voltar a “sentar-se à mesa” com os melhores petiscos do concelho de Odemira em mais uma edição do roteiro “Sonoridades & Sabores”, que arranca neste sábado, 5, passando por seis localidades do município.

Promovido pela Associação para o Desenvolvimento de Amoreiras-Gare, no âmbito do plano de atividades do Centro de Valorização da Viola Campaniça e Canto de Improviso, e pela Câmara de Odemira, o evento tem o apoio das juntas de freguesia de Colos, Sabóia, Santa Clara-a-Velha, São Martinho das Amoreiras, São Salvador e Santa Maria e São Teotónio.

O objetivo, segundo a organização, passa por “dinamizar as aldeias das freguesias do concelho”, através “da promoção de eventos que enaltecem o melhor da gastronomia local e da música tradicional”.

Nesse sentido, o programa, sempre a partir das 16h00, juntará em todos os dias “os melhores petiscos e pratos tradicionais da região” ao cante ao baldão, ao toque da viola campaniça e do acordeão, e à música tradicional.

O primeiro momento do “Sonoridades & Sabores” terá lugar neste sábado, 5, em Algoceira, na sede da Associação de Moradores de Algoceira e Vale Bispo (antiga Escola Primária), na freguesia de São Salvador e Santa Maria. O programa inclui, além de cante ao baldão acompanhado por viola campaniça e poesia popular, a atuação de acordeonistas amadores da região.

Segue-se, no dia 19 de novembro, o Pavilhão da Junta de Freguesia de Santa Clara-a-Velha e, a 3 de dezembro, o restaurante “O Peixeiro”, em Amoreiras-Gare, onde também atuarão os professores e alunos do Centro de Valorização da Viola Campaniça e do Cante de Improviso.

Ainda neste ano, a 17 de dezembro, o encontro será realizado na sede do Sabóia Atlético Clube, em Sabóia.

O “Sonoridades & Sabores” continua em 2023, sendo que no dia 7 de janeiro terá lugar no restaurante “Becha”, na aldeia de Vale Juncal (freguesia de São Teotónio), onde também atuará o grupo “Cantar e Pôr ao Fumeiro”.

A iniciativa termina a 21 de janeiro, no restaurante “Eira da Lagoa”, em Colos, onde voltará a marcar presença o grupo “Atar e Pôr ao Fumeiro”.

Opinião

Carlos Pinto

7 de Junho, 2024

O problema da imigração

Napoleão Mira

7 de Junho, 2024

Mestre Vargas, Um Barbeiro Invulgar

Carlos Pinto

24 de Maio, 2024

Tensão extrema!

Vitor Encarnação

24 de Maio, 2024

Sábado à noite

Carlos Pinto

10 de Maio, 2024

O futuro dos Bombeiros!

Napoleão Mira

10 de Maio, 2024

A Alquimia das Favas

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima