PCP questiona falta de médicos no Centro de Saúde de Almodôvar

O PCP quer saber que medidas “estão ou vão ser tomadas” pelo Ministério da Saúde para contratar os médicos em falta no Centro de Saúde de Almodôvar.

Na pergunta apresentada no Parlamento pelos deputados comunistas João Dias e Paula Santos e dirigida à ministra Marta Temido, o PCP observa que a “atual falta de médicos e a iminência de aposentação de outros é uma situação dramática que coloca em causa a garantia dos cuidados de saúde e em concreto o acesso ao médico de família por parte da população” de Almodôvar.

O PCP acrescenta que, das oito extensões de Saúde existentes no concelho, “apenas duas” têm médico, sendo que o Centro de Saúde tem ao serviço três médicos “desde 2019”, quando deveria ter “pelo menos seis”.

Nesse sentido, o PCP quer saber se o Governo tem conhecimento “da grave falta de médicos de Medicina Geral e Familiar no Centro de saúde de Almodôvar” e quais as medidas que “estão ou vão ser tomadas para contratar os médicos em falta” neste serviço.

O PCP quer ainda saber, no que respeita ao problema identificado de carência de médicos de Medicina Geral e Familiar no distrito de Beja, quantos médicos estão “em falta” e quantos vão estar, nos próximos três anos, “em condições de aposentação”.

“Quantos médicos, detalhadamente, por centros de saúde estão em falta em cada um dos

concelhos do distrito de Beja” e “que medidas urgentes está o governo a tomar para a contratação e fixação de médicos de Medicina Geral e Familiar no distrito de Beja” são as restantes questões apresentadas à ministra Marta Temido.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima