PCP diz que privatização da ANA é “prejudicial à viabilização” do aeroporto de Beja

PCP diz que privatização da ANA é “prejudicial à viabilização” do aeroporto de Beja

O PCP considera que a privatização da ANA – Aeroportos de Portugal será "prejudicial à viabilização" do aeroporto de Beja e ao "interesse público", defendendo um "compromisso claro" do Estado para viabilizar a infra-estrutura.
A posição da Direcção da Organização Regional de Beja do PCP, expressa num comunicado enviado à Agência Lusa, surge em reacção às conclusões do grupo de trabalho criado pelo Governo e que definiu uma estratégia para o aeroporto de Beja.
Segundo o PCP, "a viabilidade das soluções" apontadas pelo grupo de trabalho passa "por um compromisso claro do Estado e dos agentes regionais ou nacionais, criando estímulos e incentivos para o êxito do investimento" no aeroporto de Beja.
Porque, critica o PCP, "o que aconteceu até hoje foi uma clara falta de estratégia e vontade política, bem reflectida na não execução atempada das imprescindíveis acessibilidades rodoviárias e ferroviárias de ligação" ao aeroporto de Beja.
O PCP afirma partilhar "o essencial das preocupações e propostas constantes" no relatório do grupo de trabalho e apela a "todos, sem excepção" para que "assumam e decididamente defendam" o aeroporto de Beja como um "contributo para o desenvolvimento, contra a desertificação e o abandono" da região.
Os comunistas reafirmam que defendem "um aeroporto com fins múltiplos" e "a desempenhar o papel de mais um elemento promotor do desenvolvimento regional, com a presença dos interesses e instituições regionais".
O PCP defende também que o aeroporto de Beja deve ter "uma vocação" para cargas, designadamente na área agro-alimentar e da exportação, estacionamento e manutenção de aeronaves, plataforma logística e entreposto aduaneiro, <i>cluster</i> aeronáutico, testes e ensaios com empresas do sector da aeronáutica e promoção comercial e turística da região.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima