PCP defende aproveitamento “urgente” do aeroporto de Beja

A Direção Regional do Alentejo (DRA) do PCP considera que o aeroporto de Beja tem uma “importância estratégica” para o país e para o desenvolvimento de toda a região, defendendo o “urgente” aproveitamento e funcionamento regular da infra-estrutura “nas suas diversas dimensões e potencialidades”.

Em comunicado, a DRA argumenta que a utilização do aeroporto de Beja, “que não substitui, tal como o PCP tem defendido, a necessidade de construção de um novo aeroporto internacional no Campo de tiro de Alcochete, contribuirá para a incontornável eletrificação e modernização da linha do Alentejo e o recurso a material circulante moderno e rápido bem como com a requalificação da rede viária”.

“Uma utilização que não pode estar dependente dos interesses da multinacional Vinci, mas sim para responder às necessidades do país”, acrescentam os comunistas.

O PCP diz ainda que a utilização do aeroporto de Beja e a eletrificação e modernização de toda a linha do Alentejo entre Casa Branca e Ourique “é tanto mais urgente quanto é sabido que Alqueva começa a exigir a existência da rede de frio há muito equacionada para o aeroporto, a necessidade de uma plataforma logística que apoie e de suporte a atividade económica que tire partido de todas as potencialidades produtivas existentes quer em Beja, quer na região”.

Para os comunistas, estas são “decisões estratégicas, urgentes, cuja concretização é essencial para reanimar o desenvolvimento de todo o Alentejo e pôr fim à discriminação negativa de que tem sido alvo ao longo dos anos”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima