PCP acusa socialistas de “campanha de demagogia” na resposta à Covid-19

PCP acusa socialistas de

A Direcção Regional do Alentejo (DRA) do PCP considera que a pandemia de Covid-19 que tem afectado o país está a revelar “a importância e papel do Serviço Nacional de Saúde” e de todos os que asseguram “funções e serviços essenciais, bem como do Poder Local Democrático”.
Ainda assim, em comunicado, a DRA do PCP critica aquilo que define como “intensa campanha de demagogia promovida, em particular, por eleitos autárquicos do PS na região”, que “procura valorizar medidas, algumas das quais correspondendo a necessidades da população que são da responsabilidade do Ministério da Saúde, do Ministério do Trabalho da Solidariedade Social, da Educação e da Administração Interna”.
No comunicado, a DRA do PCP defende que, “ao invés de uma valorização balofa do papel daqueles que estão na linha da frente como, entre outros, os trabalhadores das autarquias, o que importaria era que o Governo avançasse com a regulamentação e aplicação do subsídio de penosidade e risco, designadamente e a título de exemplo para os trabalhadores da recolha do lixo, ou com a regularização dos vínculos precários e o pagamento integral do trabalho extraordinário aos milhares de trabalhadores que prestam serviço público”.
A DRA do PCP releva ainda que, “ao invés de suspender no tempo a transferência de encargos da administração central para o Poder Local, o que urge é a sua revogação, criando as condições para que as autarquias cumpram ainda mais e melhor as suas atribuições e competências”.
“Tal como a vida comprova o que urge é que se reponham as freguesias roubadas ao povo e que ao invés do simulacro de democratização das CCDR, se dê passos no sentido da regionalização, cumprindo a Constituição da República”, acrescentam os comunistas.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima