Padaria do Corvo recebe prémio nacional

Padaria do Corvo

A Padaria do Corvo (Castro Verde) recebeu uma medalha de bronze no Concurso Nacional de Pães, Broas e Empadas Tradicionais Portugueses, promovida no âmbito da Feira Nacional de Agricultura de Santarém.
A competição distinguiu o pão do Corvo na categoria “Pão de Trigo” e Bruno Mestre, 35 anos, considera que tal se deveu “à qualidade” do seu produto.
“Tentamos manter a receita dos mais velhos e a forma mais antiga de trabalhar o pão, para fazer o verdadeiro pão alentejano. Não é um pão tipo alentejano, mas sim um pão caseiro muito apreciado”, diz o gerente da Padaria do Corvo ao “CA”.
Esta foi a primeira vez que a padaria do concelho de Castro Verde participou no concurso, mas Bruno Mestre já pensa em conquistar mais medalhas. “Em 2018 vamos tentar outro prémio, melhor que este se possível”, afirma o empresário, reconhecendo que este tipo de distinções são, no plano do marketing, “muito boas”. “Servem de referência”, justifica.
A Padaria do Corvo transforma anualmente 300 toneladas de farinha e conta com 15 pessoas na produção e comercialização de pão alentejano e bolos tradicionais. Os seus produtos são vendidos em todo o distrito de Beja e no Algarve, contando com pontos de venda próprios em Castro Verde, Beja, Aljustrel e Tavira.
“Temos uma grande carteira de clientes, nomeadamente em restaurantes, porque é um pão muito típico que tem uma grande procura, sobretudo por parte de turistas”, afiança Bruno Mestre, que no final do Verão conta criar um franchising da Padaria do Corvo, sobretudo na zona da Grande Lisboa.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima