Odemira debate a imigração no concelho

Odemira debate a

No concelho de Odemira vivem perto de 3.200 imigrantes, ou seja, quase metade dos cidadãos estrangeiros que residem oficialmente nos 14 municípios do distrito de Beja.
Os números são avançados ao “CA” por Deolinda Seno Luís, vereadora na Câmara de Odemira, que justifica desta forma a necessidade de a autarquia avançar com um Plano Municipal para a Integração dos Imigrantes (PMII).
“Sendo um desígnio nacional ‘atrair’ novos residentes, todos temos consciência que este objectivo não pode nem deve, ser conseguido a qualquer preço, isto é, deve ser sustentável do ponto de vista territorial”, explica a responsável pelo pelouro da Acção Social.
O novo PMII de Odemira está praticamente concluído e será apresentado esta sexta-feira, 29, em São Teotónio, durante as Jornadas de Reflexão sobre a Realidade da Imigração em Odemira, que vão decorrer ao longo de todo o dia no auditório da Caixa de Crédito Agrícola local.
“As jornadas propõem-se fazer uma resenha do fenómeno migratório a nível nacional, mas também local e dos impactos destes movimentos migratórios em grande escala, junto das comunidades autóctones, sendo este diagnóstico o pretexto para a recolha de contributos que permitam um caminho conjunto entre todos os envolvidos para minorar as questões adversas que uma inadequada integração tem causado no concelho”, acrescenta Deolinda Seno Luís.
As jornadas arrancam às 9h30 e a sessão de abertura contará com as presenças de Telma Guerreiro (presidente da TAIPA – Organização Cooperativa para o Desenvolvimento Integrado do Concelho de Odemira), Paula Moura (coordenadora do Gabinete de Apoio às Políticas Sociais do Alto Comissariado para as Migrações), Helena Barreto (directora do Centro Distrital de Beja da Segurança Social) e José Alberto Guerreiro (presidente da Câmara de Odemira).
Depois terá lugar a conferência “A Imigração em Portugal e no Concelho de Odemira”, no âmbito da qual serão apresentados os resultados dos projectos “Integrando” e “Capacitando”, ambos promovidos pela TAIPA.
E de tarde, a partir das 14h00, é apresentado o PMII, seguindo-se um painel de debate sobre o tema “Perspectivas da imigração em Odemira”.
As jornadas terminam no Quintalão (situado no Largo Gomes Freire), com um encontro multi-cultural e a tertúlia “À Conversa com… os imigrantes do concelho de Odemira”, onde participarão Licínio Silva (Cabo Verde), Volodymyr Drabovskyy (Ucrânia), Helena Loermans (Holanda), Ganesh Baniya (Nepal) e Gergana Krasteva (Bulgária).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima