Novo turismo rural no concelho de Castro Verde

Novo turismo rural no

É a “meio caminho” entre as localidades de Entradas e do Carregueiro, na Herdade das Fontes Bárbaras, que vai nascer a nova unidade de turismo rural de Castro Verde.
O projecto é da Casa Agrícola Franca Perdigão, que produz o vinho Entradas, e vai associar a produção vitivinícola ao lazer, num investimento de quase 300 mil euros.
“Existiam na propriedade dois montes, um dos quais bastante grande e num sítio estupendo, com uma vista sobre as vinhas muito boa. Este projecto é para aproveitar esse espaço e trazer uma mais-valia para o nosso vinho”, explica ao “CA” o proprietário, Diogo Perdigão.
O projecto, que criará dois novos postos de trabalho, foi apoiado pelo Programa de Desenvolvimento Rural, através da medida 3.1 do Eixo Leader, e as obras devem estar concluídas até ao final do Verão.
“Depois ficam a faltar os acabamentos, mas penso que lá para Novembro estaremos pronto a abrir as portas”, adianta o promotor.
A nova unidade contará com seis quartos no edifício principal, onde também ficam as zonas comuns de lazer, a sala de refeições e a piscina (que será coberta no Inverno).
Haverá ainda um segundo edifício junto à adega, com dois quartos, sala de estar e cozinha.
“Será uma espécie de apartamento para um casal ou mais. Será mais independente, mas com acesso às infra-estruturas do monte principal”, explica Diogo Perdigão.
Outra das características da nova unidade de turismo rural será permitir aos visitantes ver como se trabalha a terra ou se faz vinho.
“As pessoas gostam de ver isso de perto”, garante o promotor, acrescentando que no monte há outros encantos que também farão a delícia dos hóspedes.
“Seja a paisagem nestes dias de sol sem vento, seja à noite em que estrelas parecem estar mesmo em cima de nós”, diz.
A aposta do turismo rural na Herdade das Fontes Bárbaras vai passar pelo mercado nacional, sobretudo para os clientes de fim-de-semana.
“Mas também vamos investir no mercado internacional, porque há muito estrangeiro que gosta de vir ver as aves e as paisagens do Alentejo”, conclui Diogo Perdigão.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima