Nova rota de observação de aves nos concelhos de Castro Verde e Mértola

Abetarda

A associação Portugal Wildscapes lança neste sábado, 29, uma nova Rota de Observação de Aves nos concelhos de Castro Verde e Mértola para melhorar a “visitação e a experiência” dos visitantes.

“É uma rota especialmente feita a pensar nos turistas no território que querem ver aves, mas que não sabem onde se dirigir”, explica ao “CA” Bárbara Pais, gestora do projeto.

De acordo com esta responsável, a iniciativa, cofinanciada pelo programa operacional regional Alentejo 2020, “surge de uma necessidade” identificada no território, “onde faltava uma infraestrutura no território que permitisse às pessoas que vêm sozinhas conhecer o território e saber onde ir para ver determinadas espécies”.

Nesse sentido, a Rota de Observação de Aves dispõe de 10 pontos de observação, que atravessam as freguesias de São João dos Caldeireiros e Alcaria Ruiva (ambas no concelho de Mértola), São Marcos da Ataboeira e Entradas (Castro Verde).

estar alguns momentos fora da viatura a observar as aves e, em alguns pontos, até fazer uma caminhada”, disse.

A nova rota cobre ‘habitats’ muito distintos, que vão das estepes cerealíferas e dos vales fluviais escarpados, até aos açudes e barragens, onde será possível observar a avifauna da região, como a abetarda, o peneireiro-das-torres, o abibe ou o grou.

“Selecionámos também alguns miradouros, que nos dão uma visão mais global e são excelentes para vermos aves de rapina, como a águia-imperial ibérica ou a águia de Bonelli”, acrescenta Bárbara Pais.

A Rota de Observação de Aves é apresentada oficialmente neste sábado, 29, com uma visita exclusiva para operadores turísticos durante a manhã.

Para a tarde de sábado e para o domingo, 30, estão previstos passeios de observação de aves guiados em diferentes pontos do território, abertos a todos os interessados.

A Rota de Observação de Aves é um projeto da Portugal Wildscapes, associação sem fins lucrativos que trabalha no Baixo Alentejo para “aliar” o turismo à conservação da natureza, através do envolvimento de privados, autarquias e organizações não governamentais.

Opinião

Carlos Pinto

12 de Abril, 2024

Valerá tudo por tática política?

Napoleão Mira

12 de Abril, 2024

Por Fim… A Liberdade!

Luís Menezes

5 de Abril, 2024

FIGURAS DE ONTEM DO ALENTEJO: Domingos Garcia Peres (1812-1902)

Carlos Pinto

28 de Março, 2024

Valorizar o que é nosso

Vitor Encarnação

28 de Março, 2024

Insónia

Luís Menezes

22 de Março, 2024

FIGURAS DE ONTEM DO ALENTEJO: Francisco Martins Pulido (1815-1876) 

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima