Neves-Corvo. Lundin Mining vai mudar de presidente em 2022

Marie Inkster, atual presidente e diretora-executiva da empresa mineira Lundin Mining, multinacional proprietária da Somincor, que tem a concessão da mina de Neves-Corvo, em Castro Verde, vai abandonar o cargo no final deste ano, por “razões pessoais”, sendo substituída a partir de 1 de janeiro de 2022 por Peter Rockandel.

Em comunicado enviado ao “CA”, a Lundin Mining anuncia que Marie Inkster “deixará o conselho de administração em 31 de dezembro de 2021”, continuando “como assessora da empresa” até final de 2022.

“Gostaria de agradecer a Marie [Inkster] por sua dedicação e contribuição para a evolução da Lundin Mining para a empresa forte que é hoje”, sublinha Lukas Lundin, presidente do conselho de administração da Lundin Mining, citado no comunicado.

O mesmo responsável acrescenta que a empresa “tem um futuro brilhante” pela frente, “devido à base sólida que foi construída” por Marie Inkster.

A gestora entrou para a Lundin Mining em 2008 e até chegar à presidência da empresa desempenhou diversos cargos, nomeadamente o de diretora financeira.

Para o seu cargo foi nomeado Peter Rockandel, com “quase 30 anos de experiência” no mercado de capitais e no setor mineiro, e que assume funções no início de 2022.

No comunicado da Lundin Mining enviado ao “CA”, Lukas Lundin refere que Peter Rockandel “é um executivo bem conhecido e respeitado”, estando agora “focado no futuro da empresa em alcançar seus objetivos estratégicos de longo prazo”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima