Mulher alega ter sido vítima de violação no hospital de Beja

Mulher alega ter sido vítima

Um enfermeiro de 31 anos da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) está a ser acusado de alegadamente ter violado uma paciente, de 29 anos, no hospital de Beja.
De acordo com a edição desta sexta-feira, 19, do “Correio da Manhã”, a mulher terá dado entrada nas Urgências do Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, na madrugada de quinta-feira, 18, com dores abdominais, tendo sido encaminhada para um exame de ecografia.
Contudo, a mulher acabou por abandonar a sala de exames, alegando ter sido violada pelo enfermeiro, que a terá observado.
O caso está já a ser investigado pela Directoria de Faro da Polícia Judiciária, não tendo ainda sido feita qualquer detenção.
Entretanto, o conselho de administração da ULSBA emitiu um comunicado onde revela que a mulher não foi sujeita a exames periciais no hospital bejense, “tendo sido encaminhada para o Instituto Médico Legal de Lisboa, conforme normativos em vigor”.
Segundo o comunicado, a direção clínica hospitalar da ULSBA reportou o caso à administração, que, “de imediato, deliberou pela abertura de um processo de inquérito, tendo sido nomeado como instrutor um técnico superior do Gabinete Jurídico e Contencioso”.
O conselho de administração da ULSBA deliberou igualmente a “não suspensão do profissional visado na denúncia, uma vez que, até ao momento, não existem provas que sustentem as acusações ao profissional”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima