Modernização da ETAR de Vendas Novas custa dois milhões

Modernização da ETAR de

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Vendas Novas vai ser totalmente remodelada e modernizada, a partir de Maio, num projecto da Águas Públicas do Alentejo na ordem dos dois milhões de euros de investimento.
“No fundamental, estamos a falar quase na construção de uma nova ETAR, na medida em que vai proporcionar a completa requalificação da actual”, realçou o presidente da autarquia, José Figueira, à Agência Lusa durante a cerimónia de assinatura do contrato de concepção e reabilitação da ETAR entre a Águas Públicas do Alentejo (AgdA) e a empresa adjudicatária, a Acciona Água.
O projecto envolve um investimento de cerca de dois milhões de euros, co-financiado por fundos comunitários, e consiste em remodelar “o tratamento preliminar e primário dos efluentes, através da construção de novos órgãos de tratamento”.
Além disso, acrescentou a câmara, prevê “a remoção das lamas e a reabilitação da lagoa anaeróbia existente, fazendo com que a ETAR fique preparada para cumprir os mais exigentes parâmetros da legislação em vigor”.
A ETAR de Vendas Novas trata as águas residuais provenientes da cidade e dos aglomerados urbanos de Foros dos Infantes, Foros da Rainha, Bombel e Afeiteira.
O presidente do Município de Vendas Novas explicou à Lusa que a reabilitação deste equipamento era necessária, uma vez que a actual ETAR “já não correspondia às necessidades que a lei hoje exige”.
“Face aos anos que tem e ao aumento de população, a actual ETAR está totalmente esgotada. O objectivo é reabilitá-la e melhorá-la”, disse.
A intervenção, acrescentou, vai permitir que a ETAR possa “tratar a totalidade das águas residuais da cidade e de vários aglomerados urbanos” do concelho, assim como “os efluentes equiparados a urbanos do Parque Industrial”.
A obra está prevista “começar em maio” e vai durar praticamente um ano, já que a ETAR requalificada deverá “entrar em funcionamento em Abril do próximo ano”, disse o autarca.
O projecto insere-se no quadro da parceria pública, assinada em 2009, para a gestão de forma integrada dos serviços de abastecimento de água para consumo público e de saneamento de águas residuais entre o Estado e os vários municípios do Alentejo que constituíram a AgdA.
A Águas Públicas do Alentejo integra 20 municípios da região, sendo Vendas Novas um deles.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima