Moção do PS elogia acção social em Castro Verde

PS
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Assembleia Municipal de Castro Verde aprovou na terça-feira, 15, a moção “Acção Social como verdadeiro pilar e prioridade em Castro Verde”, apresentada pelos eleitos do PS, com os votos favoráveis dos socialistas e nove abstenções e um voto contra da CDU.
Na moção, o PS sustenta que “desde a primeira hora do actual mandato” na autarquia castrense, a maioria socialista afirmou “uma acção clara que estabeleceu a área social como verdadeiro pilar e prioridade” no concelho, “com novas dinâmicas e uma estratégia de apoio e proximidade com as pessoas”.
“Na verdade, os eleitos do PS na Câmara Municipal não ficaram apenas pelas palavras. A prova disso foi, em primeiro lugar, a criação de alicerces com o reforço substancial do Gabinete de Acção Social, que passou a ter mais técnicos e competências”, reconhece a moção.
No documento, é ainda destacado o alargamento do atendimento de cidadãos “em todas as sedes de freguesia”, a criação “do transporte regular de estudantes para a Funcheira”, a revisão total dos regulamentos de Bolsas de Estudos e do Cartão Social, e as “respostas importantes” dadas no quadro da pandemia Covid-19, como a iniciativa “Fique em Casa, Nós Vamos Por Si”.
A par disto, acrescentam os socialistas, foi ainda assinado o Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) “Castro + Vivo”, em parceria com o Lar Jacinto Faleiro e em vigor desde o passado mês de Julho.

 Executivo do PS na Câmara de Castro Verde afirmou “uma acção clara que estabeleceu a área social como verdadeiro pilar e prioridade” no concelho, “com novas dinâmicas e uma estratégia de apoio e proximidade com as pessoas”.

Moção do PS

A moção apresentada pelo PS e aprovada na Assembleia Municipal de Castro Verde elogia ainda o avanço dos projectos “Castro Verde XXI”, que “articula o trabalho municipal dos sectores da Acção Social, Educação, Cultura, Desporto e Biblioteca”, a criação dos cartões municipais do Bombeiro e da Cruz Vermelha, no sentido de “apoiar, com várias medidas sociais, todos os que dão o seu tempo aos outros e, desse modo, incentivar o voluntariado”, e o lançamento da Loja Social de Castro Verde, prestes a abrir, “uma iniciativa de profundo cariz social e de proximidade com as pessoas carenciadas”.
“Mais do que palavras, está à vista muito trabalho concreto neste mandato. Por isso, não podemos deixar de nos congratular com tudo o que está feito e em curso, assente em políticas sociais, de solidariedade e proximidade que agora assumem verdadeira importância para Castro Verde e todos os castrenses”, conclui a moção.

Opinião

Carlos Pinto

22 de Janeiro, 2021

O Nosso pior pesadelo!

Napoleão Mira

22 de Janeiro, 2021

Ditadura das pessoas de bem

Carlos Pinto

8 de Janeiro, 2021

Entrar em 2021 de “pé esquerdo”

Vítor Encarnação

8 de Janeiro, 2021

Casa do Alentejo

Carlos Pinto

18 de Dezembro, 2020

Pessimismo ou optimismo?

Napoleão Mira

18 de Dezembro, 2020

Um conto de Natal quase verdadeiro

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima