Moção do PS elogia acção social em Castro Verde

PS

A Assembleia Municipal de Castro Verde aprovou na terça-feira, 15, a moção “Acção Social como verdadeiro pilar e prioridade em Castro Verde”, apresentada pelos eleitos do PS, com os votos favoráveis dos socialistas e nove abstenções e um voto contra da CDU.
Na moção, o PS sustenta que “desde a primeira hora do actual mandato” na autarquia castrense, a maioria socialista afirmou “uma acção clara que estabeleceu a área social como verdadeiro pilar e prioridade” no concelho, “com novas dinâmicas e uma estratégia de apoio e proximidade com as pessoas”.
“Na verdade, os eleitos do PS na Câmara Municipal não ficaram apenas pelas palavras. A prova disso foi, em primeiro lugar, a criação de alicerces com o reforço substancial do Gabinete de Acção Social, que passou a ter mais técnicos e competências”, reconhece a moção.
No documento, é ainda destacado o alargamento do atendimento de cidadãos “em todas as sedes de freguesia”, a criação “do transporte regular de estudantes para a Funcheira”, a revisão total dos regulamentos de Bolsas de Estudos e do Cartão Social, e as “respostas importantes” dadas no quadro da pandemia Covid-19, como a iniciativa “Fique em Casa, Nós Vamos Por Si”.
A par disto, acrescentam os socialistas, foi ainda assinado o Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) “Castro + Vivo”, em parceria com o Lar Jacinto Faleiro e em vigor desde o passado mês de Julho.

 Executivo do PS na Câmara de Castro Verde afirmou “uma acção clara que estabeleceu a área social como verdadeiro pilar e prioridade” no concelho, “com novas dinâmicas e uma estratégia de apoio e proximidade com as pessoas”.

Moção do PS

A moção apresentada pelo PS e aprovada na Assembleia Municipal de Castro Verde elogia ainda o avanço dos projectos “Castro Verde XXI”, que “articula o trabalho municipal dos sectores da Acção Social, Educação, Cultura, Desporto e Biblioteca”, a criação dos cartões municipais do Bombeiro e da Cruz Vermelha, no sentido de “apoiar, com várias medidas sociais, todos os que dão o seu tempo aos outros e, desse modo, incentivar o voluntariado”, e o lançamento da Loja Social de Castro Verde, prestes a abrir, “uma iniciativa de profundo cariz social e de proximidade com as pessoas carenciadas”.
“Mais do que palavras, está à vista muito trabalho concreto neste mandato. Por isso, não podemos deixar de nos congratular com tudo o que está feito e em curso, assente em políticas sociais, de solidariedade e proximidade que agora assumem verdadeira importância para Castro Verde e todos os castrenses”, conclui a moção.

Opinião

Carlos Pinto

24 de Junho, 2022

O silêncio é o pior inimigo

Vitor Encarnação

24 de Junho, 2022

Esperar

Napoleão Mira

9 de Junho, 2022

Viagem ao Japão (V)

Carlos Pinto

9 de Junho, 2022

Região segura

Margarida Duarte Patriarca

9 de Junho, 2022

Vamos falar do que nos dói?

Carlos Pinto

27 de Maio, 2022

Novo tempo no associativismo

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima