Ministro da Economia elogia projecto da Rota Vicentina

Ministro da Economia elogia

O novo ministro da Economia considera o projecto da Rota Vicentina, um conjunto de trilhos pedestres pelas costas do Alentejo e do Algarve, um “exemplo” para todo o país.
“Acho que é um trabalho notável que se está a fazer. Merece ser dado como exemplo, valorizado”, afirmou esta terça-feira, 6, António Pires de Lima durante uma visita a uma parte do percurso em Vila Nova de Milfontes.
O novo ministro revelou ter escolhido a Rota Vicentina como destino da sua primeira deslocação oficial desde que assumiu a pasta da Economia por ser “um projecto que junta muitas vontades”, fazendo dos caminhos pelas costas alentejana e vicentina “um destino privilegiado no turismo nacional”.
“É uma escolha que faz todo o sentido”, defendeu, sobretudo “atendendo ao tempo que estamos a viver e à prioridade que o turismo deve merecer em termos de actividades económicas”.
O turismo, lembrou, “vale 9% da nossa economia, 8% do emprego e 14% das nossas exportações”, fazendo, por isso, “todo o sentido que ocupe um lugar de prioridade na agenda económica” do Governo.
A Rota Vicentina é um projecto que envolve mais de 100 parceiros, entre empresários da área do turismo da costa alentejana e do barlavento algarvio, associações e entidades públicas, que se juntaram para organizar um grande percurso pedestre, com cerca de 350 quilómetros, que liga Santiago do Cacém ao Cabo de São Vicente.
Pires de Lima elogiou o trabalho dos “pequenos e médios empresários desta região”, que tem contribuído para “transformar a costa vicentina num destino relevante, alternativo, com várias valências, para além do mar e sol”.
“Deve ser dado como exemplo a todos os empresários da área do turismo e, eu diria mesmo, a todos os empresários que têm um papel ou querem ter um papel na agilização e na activação da nossa economia”, realçou.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima