Mineiro Aljustrelense reduz passivo em mais de 26 mil euros

Mineiro Aljustrelense reduz passivo em mais de 26 mil euros

A comissão administrativa do Mineiro Aljustrelense conseguiu reduzir o passivo do clube em mais de 26 mil euros entre Julho e Setembro deste ano.
O relatório apresentado aos associados na última assembleia geral, realizada no final do mês de Setembro, revela que o passivo do emblema da vila das minas a 25 de Setembro era de 30.379,54 euros, menos 26.245,55 euros que a 3 de Julho, altura em que o valor encontrado em dívida era de 56.625,09 euros – mais de 10 mil euros acima dos 45.064 euros de passivo estimado antes da actual comissão administrativa entrar em funções.
De acordo com o documento, a maior “fatia” do passivo tinha que ver com os subsídios a pessoal, nomeadamente atletas (26.030 euros), treinadores (3.950 euros), departamento médico (3.698 euros) e formação (1.850 euros), num total de 35.528 euros.
Já as dívidas a fornecedores eram de 12.180,54 euros, estando ainda em falta o pagamento de 7.547,09 euros à Associação de Futebol de Beja (AFB) e à Federação Portuguesa de Futebol (FPF), além de 846,14 euros às Finanças e 523,32 euros à EDP.
Para fazer face a esta situação, a actual comissão administrativa do Mineiro Aljustrelense promoveu e participou em diversos eventos ao longo dos meses de Julho, Agosto e Setembro, garantindo uma receita de 23.317 euros, a que juntou mais 8.700 euros em subsídios; 6.445 euros em patrocínios; 2.767 euros em quotização; e 234 euros em diversos.
O clube recebeu ainda 2.650 euros da FPF/ AFB, garantindo uma receita total de 44.113 euros entre Julho e Setembro de 2012, face a 17.658,82 euros de despesas no mesmo período em fornecimentos externos (10.150,79 euros), subsídios com pessoal (5.355 euros) e pagamentos a instituições (2.153,03 euros).
A este montante junta-se igualmente o pagamento de parte das dívidas da época desportiva de 2011-2012, num total de 17.164,05 euros, grande parte deles relativos a subsídios com pessoal (10.487,50 euros).
Estes resultados permitiram ao Mineiro Aljustrelense registar entre 3 de Julho e 25 de Setembro um saldo positivo de 9.290,13 euros, assim como a diminuição do passivo do clube em 26.245,55 euros.
Nesse sentido, as dívidas com pessoal passaram de 35.528 euros para 18.625 euros (menos 16.903 euros, sendo que 6.415,50 euros correspondem a valores perdoados), enquanto que o montante em falta com instituições diminuiu 2.866,55 euros, passando de 8.916,55 euros para 6.050 euros.
Finalmente, as dívidas com fornecedores foram reduzidas em 6.476 euros, de 12.180,54 euros para os actuais 5.704,54 euros (sendo que 1.935 euros foram “perdoados” pelos credores do Mineiro Aljustrelense).

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima