Meninas do Ourique DC afirmam-se no nacional

Ourique DC - equipa feminina 22-23

O sonho comanda a vida e, passo a passo, a equipa feminina do Ourique DC vai ultrapassando obstáculos e afirmando-se no panorama nacional. Depois de boas épocas no nacional de sub-19, a formação ouriquense “aventurou-se” nesta temporada na 3ª divisão nacional de seniores, com excelentes resultados.

“Estamos dentro do objetivo traçado”, assume ao “CA” o técnico Luís Caixinha, de 35 anos, reconhecendo que no início da época havia muita expetativa por ser “uma competição nova” para a equipa, “numa realidade bem diferente daquela” a que todos estavam habituados.

“Começámos a época ansiosos, com o desejo de desfrutar e perceber o patamar onde a nossa equipa se encontrava nesta nova realidade”, afiança.

O certo é que os resultados foram surgindo e a equipa feminina do Ourique DC, com uma média de idades de 23 anos, garantiu cinco vitórias e um empate em oito jogos na Série M da 3ª divisão nacional.

Os 16 pontos conquistados valeram à formação ouriquense, por direito próprio, o segundo lugar na sua série.

Ainda assim, pensar no futuro numa eventual subida de divisão é, para o técnico Luís Caixinha, “uma utopia”.

“Para nós e para qualquer equipa alentejana”, reforça, para logo acrescentar: “Infelizmente, estamos numa zona do país onde ‘pouco se investe’ no futebol feminino e mesmo aquilo que é investido por alguns clubes é muito curto para podermos competir com os mesmos argumentos que equipas de outras zonas do país”.

“Infelizmente, estamos numa zona do país onde ‘pouco se investe’ no futebol feminino e mesmo aquilo que é investido por alguns clubes é muito curto para podermos competir com os mesmos argumentos que equipas de outras zonas do país.”

O projeto do futebol feminino no seio do Ourique DC já leva alguns anos e tem vindo a consolidar-se época após época. Depois de algumas temporadas a disputar o campeonato nacional de juniores, a equipa aventurou-se em 2022-2023 no escalão de seniores.

“Para evoluirmos temos que sair da zona de conforto e aumentar as dificuldades”, afirma o técnico Luís Caixinha, frisando que, mesmo assim, os resultados têm sido melhores de ano para ano”.

“O ano passado conseguiu-se chegar onde se pensava ser impossível e estivemos à beira de disputar a final nacional, por isso sinto que o futebol feminino no Ourique DC está a crescer”, acrescenta.

O técnico afiança que este crescimento “deve-se à aposta” que a direção tem feito na modalidade, “bem como à ajuda de várias entidades locais, quer a nível de bens materiais, como a nível de bens financeiros”.

Ainda assim, diz, o futuro é incerto. “Sabemos que os clubes vivem de momentos, sempre sujeitos a possíveis mudanças de direções – e tudo o que isso pode implicar – e, como tal, é sempre uma incógnita”, remata.

“Para evoluirmos temos que sair da zona de conforto e aumentar as dificuldades.”

Luís Caixinha é o treinador da equipa feminina do Ourique DC há quatro temporadas e diz que está “a adorar” a experiência.

“Não me arrependo nada da mudança que fiz” e “tem sido uma experiência fantástica e enriquecedora a todos os níveis”, afiança ao “CA” o técnico de 35 anos.

O jovem treinador acrescenta estar “muito orgulhoso” da sua equipa, elogiando “todos os esforços que as atletas fazem todos os dias para tentarem estar sempre presentes nos treinos, motivadas para crescer e aprender”.

“Mas também pela alegria com que chegam e saem dos treinos e jogos, por tudo o que têm conquistado nestas quatro épocas comigo, por elevarem o nome da vila de Ourique a nível nacional e, acima de tudo, pela grande amizade que consegui criar com todas elas”, conclui.

Opinião

Carlos Pinto

24 de Maio, 2024

Tensão extrema!

Vitor Encarnação

24 de Maio, 2024

Sábado à noite

Carlos Pinto

10 de Maio, 2024

O futuro dos Bombeiros!

Napoleão Mira

10 de Maio, 2024

A Alquimia das Favas

Carlos Pinto

26 de Abril, 2024

Abril, sempre!

Carlos Pinto

12 de Abril, 2024

Valerá tudo por tática política?

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima