Marinha assume responsabilidade por ferimento de pescador desportivo em Grândola

Marinha assume responsabilidade por ferimento de pescador desportivo em Grândola

A Marinha Portuguesa assumiu a responsabilidade do incidente ocorrido no sábado, 17, na praia de Pinheiro da Cruz, onde um pescador desportivo sofreu um hematoma ao ser acidentalmente atingido por um tiro durante um exercício de fuzileiros.
"A Marinha assume a responsabilidade do incidente, com a consciência de que foram cumpridas todas as regras de segurança", disse à Agência Lusa o porta-voz da Marinha, comandante Santos Fernandes.
Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal avançara à Lusa que um homem sofreu ferimentos ligeiros na praia de Pinheiro da Cruz, no concelho de Grândola, ao ser atingido a tiro acidentalmente por fuzileiros que estavam na zona a praticar exercícios.
O alerta foi recebido pelas autoridades de socorro às 14h42, tendo a vítima sido transportada para o Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.
O porta-voz da Marinha explicou à Lusa que se tratou de um "incidente sem precedentes", uma vez que, durante um exercício de tiro dos fuzileiros, "um projéctil atingiu a vítima com força residual, a um quilómetro de distância, quando o alcance eficaz da arma que estava a ser utilizada era de entre 50 e 400 metros".
A vítima, que sofreu um "hematoma residual" e foi observada no serviço de radiologia do Hospital do Litoral Alentejano, encontrava-se a participar num concurso de pesca, fora da área de segurança estabelecida para o exercício.
"Os pescadores encontravam-se fora da área de segurança, tendo sido cumprido o previsto na segurança e acontecido o imprevisto, devido a razões ainda por apurar", disse o porta-voz da Marinha.
Apesar de se tratar de um "caso inédito", a Marinha Portuguesa vai reforçar as medidas de segurança em exercícios do género, adiantou o porta-voz.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima