Marciano ou Gonçalo? PSD escolhe novo líder

Marciano ou Gonçalo?

De um lado surge um militante histórico, fundador do partido na região e que teve grande actividade política durante o período “cavaquista”; do outro lado um jovem social-democrata, que presidiu fugazmente a uma das mais importantes concelhias do partido no Baixo Alentejo (a de Ourique) e que tem sido um dos “rostos” mais visíveis na região no apoio a Rui Rio.
É entre Marciano Lopes e Gonçalo Valente que os militantes do PSD no distrito de Beja vão ter de escolher para liderar os destinos da Distrital laranja nos próximos dois anos, numa “corrida” que não conta com o actual presidente, João Guerreiro.
As eleições na Distrital de Beja estão agendadas para este sábado, 16 de Fevereiro, e surgem num dos momentos mais críticos da existência do partido no Baixo Alentejo: desde logo porque há duas eleições nacionais no horizonte (Europeias em Maio e Legislativas em Outubro, com as sondagens a não serem nada animadoras para os sociais-democratas), mas também porque a representação autárquica do PSD fixou reduzida a quase nada em 2017 e é preciso “arrepiar caminho” para evitar novo descalabro em 2021.
Perante estes dados, Marciano Lopes entra na disputa pela liderança da Distrital de Beja do PS com a ambição de "apoiar a reorganização e redinamizar a JSD a nível distrital e concelhio", "promover a militância", "dinamizar o funcionamento das secções em todos os concelhos" e "apoiar os eleitos locais".
"Se os jovens do Baixo Alentejo continuarem a não aderir ao PSD, o partido está condenado", vincou na apresentação oficial da sua candidatura, assumindo que pretende igualmente "elaborar um plano estratégico para as Autárquicas 2021".
A candidatura de Marciano Lopes tem como mote “Unir para vencer, reafirmar a dignidade da região" e propõe, igualmente, um pacto inter-partidário a nível distrital, por forma a “obrigar” governos e demais entidades públicas “à concretização das reivindicações efectuadas”.
Nas eleições para a presidência da Distrital de Beja do PSD o “lastro histórico” de Marciano Lopes vai “medir forças” (e votos) com a juventude de Gonçalo Valente, militante do concelho de Ourique que avança com a ambição “de inverter” um quadro político “que é bastante negativo para o PSD na região”.
"É imprescindível renovar e trazer a sociedade civil para o debate político, para que possam também eles contribuir para uma verdadeira afirmação do PSD no distrito", defende Gonçalo Valente, acrescentando que o partido necessita de "novos rostos que tragam consigo novas ideias e uma forma de fazer política”.
Gonçalo Valente propõe ainda um PSD "unido e forte" no distrito de Beja, por sentir que a região "precisa de ser defendida com verdade e resiliência" e por todos os sociais-democratas "que acreditam que é possível um partido com uma maior presença e força na região".

AS LISTAS

Lista A / Gonçalo Valente
COMISSÃO POLÍTICA
Presidente: Gonçalo Valente (Ourique)
Vice-presidentes: Maria Conceição Pires (Beja) e José Damião Félix (Serpa)
Secretário: Francisco Ganhão (Odemira)
Tesoureiro: José Madeira (Serpa)
Secretários-adjuntos: David Encarnação (Mértola) e Manuel Felício (Beja)
Vogais: Ana Cortes (Odemira), Ana Filipa Guerreiro (Ourique), António Coelho Guerreiro (Ourique), Bernardo Nascimento (Beja), Luís Ferro (Alvito), Luís Pedro Serrano (Beja), Márcio Coelho (Odemira) e Mário Mota Lopes (Castro Verde)
Suplente: André Baltasar (Ourique)

MESA DA ASSEMBLEIA DISTRITAL
Presidente: José Pinela Fernandes (Beja)
Vice-presidente: José Diogo dos Santos (Ourique)
Secretários: Maria Helena Cara Nova (Beja) e Maria de Fátima Piçarra (Moura)

MANDATÁRIO
António Chícharo

Lista B / Marciano Lopes
COMISSÃO POLÍTICA
Presidente: Marciano Lopes (Beja)
Vice-presidentes: Luís Galrito (Beja) e Maria Ana Pires (Serpa)
Secretário: José Lameira (Serpa)
Tesoureiro: Luís Bernardo Freitas (Odemira)
Vogais: Pedro Patacão (Moura), Nelson Coelho (Ourique), Luís Fialho (Almodôvar), Fernanda Pereira (Beja), António Cavaco (Beja), Francisco Rato (Aljustrel), Pedro Costa (JSD) e Manuel Parreira (Moura)
Suplentes: Jorge Santos (Ferreira do Alentejo) e Francisco Branco (Almodôvar)

MESA DA ASSEMBLEIA DISTRITAL
Presidente: João Luís Figueira (Castro Verde)
Vice-presidente: José Quirino (Beja)
Secretários: Fernanda Almeida (Odemira) e Maria Gertrudes Teles (Beja)
Suplentes: António Mesquita (Serpa) e Manuel Lopes Dias (Beja)

MANDATÁRIO
Rui Conduto

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima