Maestro alentejano dirigiu orquestra em Nova Iorque

Maestro alentejano dirigiu

O maestro alentejano Luís Clemente, responsável pela Orquestra Sinfónica e Banda da Covilhã, dirigiu este sábado, 15, a Shen Yun Shymphony Orchestra, uma das mais conceituadas orquestras sinfónicas de Nova Iorque, nos EUA.
Cerca de 450 pessoas encheram o Performing Arts Center da Shen Yun Symphony para ouvir um repertório que incluiu a Sinfonia 40 de Mozart, a Sinfonia 2 de Brahms e o Concertino para clarinete de Weber.
O maestro de 36 anos disse que "a apresentação correu muito bem" e que ficou "muito satisfeito com a primeira abordagem a obras de compositores contemporâneos chineses."
Luís Clemente esclareceu que esta oportunidade surgiu no seguimento de um concurso internacional promovido pela orquestra para encontrar jovens maestros que possam integrar a sua companhia no próximo ano artístico de 2013-2014.
O maestro está nos 10 finalistas, escolhidos de mais de 300 concorrentes, que se apresentaram em Nova Iorque e que são oriundos dos EUA, China, Nova Zelândia, França, Itália, Grécia, Espanha, Canadá, Venezuela e Portugal.
Luís Clemente frequenta, actualmente, o doutoramento em Direcção de Orquestra, na Universidade de Aveiro, é responsável pelo Centro de Estágio de Direcção de Orquestra de Sopros, e maestro da Banda Sinfónica da Covilhã.
Luís Clemente é natural de Portel e tem fortes ligações a Ferreira do Alentejo, onde dirigiu muitos anos a banda filarmónica local.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima