Líder do PS elogia investimento na saúde e defende aposta na agroindústria

Pedro Nuno Santos - visita Castro Verde (fev 2024)

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, defende que os recursos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) não devem ser “desviados” para o sector privado, elogiando o investimento que está previsto nesta área em Castro Verde.

“A saúde do nosso povo é muito importante e as pessoas desta região [Baixo Alentejo] sabem bem que só contam com o SNS. É por isso que temos de continuar a investir no SNS em todo o país”, disse Pedro Nuno Santos ao “CA” nesta terça-feira, 20, após uma visita ao Centro de Saúde e ao Serviço de Urgência Básico (SUB) de Castro Verde.

Esta infraestrutura vai ser reabilitada, num investimento de 2,1 milhões de euros financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e elogiado por Pedro Nuno Santos.

Em Castro Verde “temos um Centro de Saúde e um SUB que precisam de investimento e esse investimento connosco vai ser feito. Por uma razão: não desviamos recursos do SNS para o setor privado”, frisou Pedro Nuno Santos.

O líder socialista acrescentou que “os recursos públicos são para serem investidos nos nossos hospitais e nos nossos centro de saúde”.

“É isso que vamos fazer também no Baixo Alentejo e aqui em Castro Verde: usar os recursos públicos para melhorar a resposta da saúde pública do SNS às nossas populações”, reforçou.

O líder do Partido Socialista esteve em pré-campanha para as eleições legislativas de 10 de março, no Baixo Alentejo, passando por Beja, Castro Verde e Almodôvar.

Numa região de forte pendor agrícola, Pedro Nuno Santos defendeu ser “evidente que toda a área da agroindústria e da agricultura é fundamental para o desenvolvimento da economia portuguesa”.

“Nunca na vida o desenvolvimento de Portugal e das regiões se fará sem um forte investimento na agricultura. A agricultura e a agroindústria têm um potencial transformador da economia brutal”, disse.

Além do mais, continuou, “e ao contrário do que muita gente pensa, são setores onde a inovação é determinante”.

“A inovação e o conhecimento na agroindústria fazem toda a diferença. Por isso, esse é para nós um sector de futuro e já de presente nesta região”, concluiu.

Opinião

Carlos Pinto

12 de Abril, 2024

Valerá tudo por tática política?

Napoleão Mira

12 de Abril, 2024

Por Fim… A Liberdade!

Luís Menezes

5 de Abril, 2024

FIGURAS DE ONTEM DO ALENTEJO: Domingos Garcia Peres (1812-1902)

Carlos Pinto

28 de Março, 2024

Valorizar o que é nosso

Vitor Encarnação

28 de Março, 2024

Insónia

Luís Menezes

22 de Março, 2024

FIGURAS DE ONTEM DO ALENTEJO: Francisco Martins Pulido (1815-1876) 

Anterior
Seguinte

EM DESTAQUE

ULTIMA HORA

Role para cima