Jorge Pulido Valente paga multa

Jorge Pulido Valente paga multa

O presidente da Câmara de Beja teve de repor a verba paga pela autarquia por uma multa que foi aplicada ao edil pelo tribunal devido a uma falta injustificada.
O caso tem mais de dois anos e em causa estavam 204 euros, coima aplicada a Jorge Pulido Valente pela sua falta a uma audiência. Na ocasião, o autarca bejense argumentou que devia ser a Câmara a pagar a multa, pois tinha faltado à sessão em tribunal por motivos de agenda da autarquia.
Contudo, os pareceres pedidos à Direcção Geral das Autarquias Locais e à CCDR do Alentejo foram contrários à argumentação de Pulido Valente, que recentemente acabou por assumir o pagamento da coima.
Esta situação fez os vereadores da CDU na Câmara de Beja considerarem toda a situação “lamentável”, vincando que o presidente da autarquia cometeu três crimes: “uso indevido de dinheiros públicos, abuso de poder e prestação de falsas declarações”.
Nesse sentido, argumentam os eleitos comunistas, “a reposição do valor da multa não resolve, quanto a nós, definitivamente o assunto. Essa verba deve ser acrescida de juros à taxa mais alta existente no mercado à data, já que durante estes dois anos o presidente andou a utilizar ilegalmente dinheiros públicos, do Município, e este não deve ser prejudicado num único cêntimo”.
Por considerarem não haver “da parte do prevaricador uma iniciativa nesse sentido”, os vereadores da CDU vão apresentar na próxima reunião de Câmara “uma proposta concreta”, em cuja votação Pulido Valente não deverá participar, “para que o Município seja devidamente ressarcido dos prejuízos tidos com este lamentável episódio”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima