Jerónimo de Sousa critica PS em Cuba

Jerónimo de Sousa

O secretário-geral do PCP esteve este domingo, 22, na vila de Cuba e voltou a condenar o PS por querer "sol na eira" do Parlamento e "chuva no nabal" nas autarquias.
"Como é que eles, lá na Assembleia da República, com a ´troika’, assinam uma coisa e depois vêm para as autarquias dizer que defendem os interesses de quem trabalha?", questionou Jerónimo de Sousa no auditório do Centro Cultural cubense, que foi demasiado pequeno para receber as perto de 800 pessoas que aderiram à "arruada" feita com 35 graus à sombra.
Em Cuba, a CDU, que junta ainda "Os Verdes" e a Intervenção Democrática, volta a ter como cabeça de lista o vereador João Português, que "corre" pela terceira vez à Câmara Municipal local nas eleições de 29 de Setembro para tentar derrotar os socialistas, há 16 anos no poder.
"Responsabilizamos a direita – PSD e CDS – porque estão no Governo, a executar essa política, mas pode o PS limpar as mãos?", insistiu o também deputado comunista.
Muitas "t-shirts" brancas e azuis, com a inscrição "confiem em nós, juntos conseguimos", davam o mote e as centenas de militantes e apoiantes da candidatura CDU ajudavam à festa: "Agora é de vez, João Português!".
"Não vale querer sol na eira e chuva no nabal. Têm de ser coerentes com a sua assinatura e com aquilo que prometem às populações nos respectivos concelhos", criticou Jerónimo de Sousa, referindo-se ao facto de o PS ter acordado com a "troika" o memorando de entendimento para o auxílio económico-financeiro.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima