Incêndio em Odemira combatido por mais de 650 bombeiros

O incêndio que começou na tarde desta quarta-feira, 18, na zona de Sabóia, no concelho de Odemira, já entrou pelo concelho de algarvio de Monchique e está a ser combatido por mais de 650 bombeiros.

O fogo está a “começar a ceder ao combate”, mas “ainda há muitas horas de trabalho pela frente”, “com pontos sensíveis e locais onde não é possível atuar”, revela o comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), citado pela Agência Lusa.

O alerta para o incêndio foi dado cerca das 13h15 desta quarta-feira, 18, tendo começado perto do lugar de João Martins, na freguesia de Sabóia, no concelho de Odemira.

As chamas já obrigaram à retirada de 17 pessoas das suas habitações nos concelhos de Odemira, Monchique e Silves, havendo também registo de um ferido grave, um jovem de 20 anos, que sofreu queimaduras e foi transportado para o hospital.

Também em declarações à Agência Lusa, o presidente da Câmara de Odemira criticou as operadoras pela má rede de comunicações na área, o que tem dificultado o combate às chamas.

“Outro dos grande lamentos que deixo é o facto de, ao fim de tantos anos passados sobre o grande incêndio que tivemos em 2003 e de tantas insistências que temos feito com as operadoras, ainda não tenhamos comunicações em condições, o que torna mais difícil a coordenação dos meios terrestres”, afirma José Alberto Guerreiro.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima