Incêndio destrói instalações do Clube Fluvial Odemirense

Um incêndio destruiu, na madrugada de sábado, 9, as instalações e todo o equipamento do Clube Fluvial Odemirense (CFO), na zona ribeirinha de Odemira.

“Neste momento o CFO apenas tem os barcos antigos que se encontravam no exterior, ficando sem a grande maioria dos barcos, pagaias, coletes, equipamento de ginásio e todos os acessórios que implicam esta atividade desportiva”, refere o clube em comunicado, sublinhando que “mais de 30 anos” de trabalho desapareceram “em poucas horas”.

O incêndio terá alegadamente tido origem criminosa, tendo o Departamento de Investigação Criminal de Portimão da Polícia Judiciária identificado e detido um homem com 35 anos de idade, “por fortes indícios” da prática do “ilícito ocorrido em Odemira”.

Segundo a PJ, “o detido será apresentado à autoridades judiciárias competentes para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas”.

Entretanto, o CFO lançou uma campanha de angariação de fundos, que poderão ser em espécie ou monetários.

Os interessados poderão apoiar o clube através dos contactos 968 492 415 ou 969 892 124, pelo NIB 004563324021189615288 ou pelo mail clubefluvialodemirense@gmail.com.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima