Iluminação LED no concelho de Aljustrel

Iluminação LED no

A Câmara de Aljustrel vai concretizar nos próximos oito anos um projecto de reconversão da iluminação pública de todo o concelho para a tecnologia LED, considerada a mais eficiente do mercado. O plano avançou há dois anos, com um projecto-piloto de substituição das luminárias de iluminação pública com tecnologia convencional por luminárias com tecnologia LED em diversos pontos da “vila mineira”, e será agora alargado a todo o concelho, beneficiando mais de 9.000 pessoas e tornando Aljustrel no primeiro município a sul do país a concretizar essa meta.
Para tal, a autarquia assina nesta sexta-feira, 27, um contrato para o efeito com o Governo. A cerimónia está agendada para as 15h00 no Espaço Oficinas e contará com a presença do secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches.
“Para nós é importante que estejamos na linha da frente na adopção das novas energias – as chamadas energias limpas – e daquilo que acaba por ser a modernidade da gestão e da governação local”, sublinha o autarca Nelson Brito em declarações ao “CA”.
De acordo com o eleito do PS, a reconversão da iluminação pública do concelho para a tecnologia LED abrangerá um total de 3.423 luminárias, num investimento de 665.806 euros. Quando concretizado, o projecto permitirá uma poupança “na ordem dos 656.441 euros, o que representa uma poupança média anual de 65 %”, acrescenta Nelson Brito. “É a própria redução [na factura anual de electricidade] que irá pagar o investimento”, assevera.
O edil aljustrelense explica que a intervenção irá “melhorar a qualidade de iluminação pública e de serviço”, assim como “elevar os níveis de eficiência, reduzir o consumo de energia sem necessidade de investimento inicial, melhorar a qualidade de serviço e, ainda, minimizar o impacto ambiental, reduzindo as emissões de CO2 em cerca de 71%”.
“É um projecto que vai abranger todo o concelho e todas as pessoas de Aljustrel. E representa também modernidade e respeito por aquilo que são hoje as novas regras governação local”, conclui Nelson Brito.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima