IL de Odemira critica palavras de Carlos Moedas

A Iniciativa Liberal (IL) de Odemira acusa o candidato da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Lisboa de utilizar o nome do concelho do Litoral Alentejano “em vão”, considerando que Odemira “não é um adjetivo e muito menos um adjetivo pejorativo”.

Em causa está a recente entrevista de Carlos Moedas ao “Diário de Notícias”, em que o candidato à autarquia da capital do país (e que é natural de Beja) se referiu à existência de “Odemiras em Lisboa”.

A IL frisa, em comunicado, que Odemira é “um município de pessoas trabalhadoras e empreendedoras, de pessoas orgulhosas da sua terra” e que “contribui com uma considerável exportação de produtos agrícolas e com a atividade turística para o equilíbrio da balança comercial, para que deste modo, por exemplo, em Lisboa se possa continuar a discutir trânsito, ciclovias e feiras populares”. 

Nesse sentido, a IL de Odemira pede que Moedas “não utilize o nome de Odemira em vão” e afirma que se este “pretendia, com um humor duvidoso, referir-se às condições de habitação dos migrantes, foi um exercício falhado, pois Odemira é um município, começando por quem cá vive e trabalha, que se esforça diariamente por ser um exemplo de integração”.

“É infeliz constatar que a vivência em Lisboa e os tempos nos corredores de Bruxelas causaram-lhe amnésia do que é a realidade do seu Alentejo natal. Não sabemos se conhece bem Lisboa, mas desconhece Odemira”, conclui o comunicado da IL.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima