Grupo Biquímicos (Aljustrel) está a ter ano muito positivo

Grupo Biquímicos (Aljustrel)

Jorge Lopes percorre dezenas de vezes ao dia o percurso entre o cash&carry e a fábrica de embalagens para fins alimentares em alumínio. De baixo para cima ou de cima para baixo, o empresário de 38 anos faz questão de acompanhar de perto o que se vai fazendo nos dois mais recentes investimentos do Grupo Biquímicos, instalado no Parque Industrial de Aljustrel. E não esconde a satisfação com a evolução que ambos vão tendo, conquistando clientes e crescendo no mercado.
“Nota-se todos os meses um crescimento”, revela ao “CA” sobre o BiCash, cash&carry com mais de 2.000 metros quadrados que abriu em Junho de 2015, depois de um investimento de 300 mil euros. “Não cresceu de repente, mas tem a vindo a crescer gradualmente e acredito que até ao fim do ano vai crescer mais. No fundo, tem corrido tal e qual estávamos a prever”, acrescenta o empresário, que gere o grupo juntamente com a esposa, Aida Godinho.
Os clientes são, essencialmente, pequenos comerciantes e empresários do canal Horeca (hotelaria, restaurantes e cafés), que chegam ao armazém vindos de vários concelhos da região. Mas Jorge Lopes quer chegar ainda a mais pessoas e já tem a “receita” para isso: “Ter mais produtos para oferecer aos nossos clientes”.
Também a funcionar há pouco mais de um ano está a fábrica BerraPack, que produz embalagens alimentares em alumínio. Um investimento de 300 mil euros inédito em Portugal de que Jorge Lopes não se arrependeu, bem pelo contrário. “Tem sido um ano de muito crescimento. Neste momento já fazemos o país todo e já estamos a trabalhar com algumas grandes superfícies. Estivemos recentemente na Batalha, na ExpoSalão, e houve muitas pessoas a procurarem-nos. Por isso digo que este ano está até a superar as nossas expectativas em relação ao crescimento” da fábrica, afiança.
Optimista quanto ao futuro da BerraPack, o empresário aljustrelense também já pensa na exportação das embalagens que produz na vila mineira. “Já enviámos para um cliente em França e agora vamos esperar para ver o que isto vai dar”, adianta.
Apesar do crescimento sustentado da BerraPack e da BiCash, é a Biquímicos que ainda tem maior peso na actividade do grupo. Fundada em 2005, foi esta empresa que esteve no início de todo o projecto empresarial de Jorge Lopes e tem actualmente milhares de clientes espalhados por toda a região Sul de Portugal.
“A Biquímicos está dividida por dois sectores: um é o sector industrial, que são os restaurantes, as IPSSs, as escolas ou os hotéis, e depois o sector doméstico, para tudo o que é mercearias e supermercados. Servimos estes dois sectores de Lisboa até ao Algarve”, sublinha com orgulho Jorge Lopes.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima