GNR detém dois homens por suspeita da prática de lenocínio em Milfontes

GNR detém dois homens por suspeita da prática de lenocínio em  Milfontes

A GNR deteve dois homens, de 38 e 41 anos, na zona de Vila Nova de Milfontes, por suspeita da prática do crime de lenocínio (favorecimento à prostituição), disse à Agência Lusa fonte da Guarda.
A detenção dos homens, de nacionalidade portuguesa, foi efectuada na madrugada de quinta-feira, 15, durante uma busca a uma casa, onde as autoridades suspeitavam que havia prática do crime de lenocínio, explicou o oficial de relações públicas do Comando Territorial de Beja da GNR, tenente-coronel José Candeias.
Durante a busca à casa, a GNR identificou ainda sete mulheres estrangeiras, uma delas sem situação ilegal em Portugal, e que seriam exploradas sexualmente pelos dois detidos, acrescentou.
Segundo o oficial, durante a busca à casa, a GNR também apreendeu vários objectos e centenas de euros, alegadamente, relacionados com a prática de lenocínio.
A busca foi efectuada na sequência de um mandado judicial no âmbito de um processo-crime, que estava a ser investigado pela GNR de Vila Nova de Milfontes.
No âmbito da operação, a GNR deteve ainda um terceiro homem, de 37 anos, por condução ilegal, disse, referindo que "tudo indica que seria um cliente" da casa.
Segundo o oficial, a casa, onde a força de segurança "já tinha efectuada uma rusga há semanas", foi selada por ordem judicial e "encontra-se à guarda da GNR de Vila Nova de Milfontes".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima