Festival em Almodôvar celebra língua de Camões

Festival em Almodôvar

A festa da língua portuguesa arranca esta quarta-feira, 5, na vila de Almodôvar, que até domingo, 9, recebe a primeira edição do festival “Escritas do Sul”, organizada pela Câmara Municipal local e co-financiado pelo Alentejo 2020.
Este festival “faz a celebração da língua portuguesa a partir de uma realidade única que interessa potenciar: as escritas do Sul, que o Museu das Escritas do Sudoeste revela como um acontecimento relevante na evolução da humanidade”, sublinha ao “CA” o presidente do Município, António Bota [ver entrevista no link em baixo].
Assim, ao longo destes cinco dias os visitantes do evento poderão assistir a várias mesas redondas, conferências, oficinas, residências artísticas e conversas com os mais conceituados escritores da actualidade, além de muitos espectáculos musicais, num festival que celebra a língua de Camões “nas suas mais diversas expressões e vertentes”.
O "Escritas do Sul" será também um festival "inclusivo", pois todas as actividades previstas serão acompanhadas de interpretação audio-descritiva e visual.
Neste primeiro dia de festival realiza-se às 15h00, no adro do Convento de Nossa Senhora da Conceição, uma mesa-redonda de actores que têm responsablidades políticas, com a participação de Catarina Martins (Bloco de Esquerda) e Ana de Hollanda (ex-ministra da Cultura do Brasil e irmã de Chico Buarque) e moderação de Carlos Fragateiro.
Às 19h00 o Museu das Escritas do Sudoeste recebe a performance “Des-Dobragem”, de Eleonora Marzani, e a partir das 22h00 há música na Praça da República com os Black Mamba.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima