Festival de Marchas no concelho de Odemira

Festival de Marchas

Junho é mês de santos populares e de dançar “à roda” do mastro e no concelho de Odemira cumpre-se essa velha tradição com a sétima edição do Festival de Marchas.
No total terão lugar 10 encontros de marchas, entre Junho e Julho, numa iniciativa da Câmara Municipal de Odemira e das várias colectividades, num “movimento” cultural que mobilizam anualmente centenas de pessoas nas coreografias, músicas, guarda-roupa, arranjos e adereços.
Na noite desta sexta-feira, 2 de Junho, as marchas serão apresentadas em São Luís. Depois, seguem-se sessões em Longueira (3 de Junho), Colos (dia 9), Cavaleiro (dia 10), Sabóia (dia 16), Boavista dos Pinheiros (dia 17), Vila Nova de Milfontes (dia 23), Zambujeira do Mar (dia 24) e São Teotónio (1 de Julho).
Por outro lado, na noite de 30 de Junho, pelas 21h00, realiza-se a Grande Final do VII Festival de Marchas Populares do Concelho, com a participação de todas as marchas promovidas pelas colectividades das várias freguesias. Nessa ocasião, será ainda servida uma sardinhada à população. As entradas são gratuitas, à semelhança dos restantes encontros no âmbito do Festival de Marchas.
Importa também salientar o grande envolvimento do movimento associativo neste festival, sendo as oito marchas promovidas pela Associação Humanitária D. Ana Pacheco (Sabóia); Associação Cultural Recreativa e Desportiva Zambujeirense (Zambujeira do Mar); Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos da Freguesia de São Teotónio; Centro Desportivo e Cultural do Cavaleiro; Associação Cultural, Recreativa e Desportiva dos Moradores do Almograve; Associação de Festas da Boavista dos Pinheiros; Casa do Povo de São Luís; Sociedade Recreativa S. Teotoniense; e Núcleo Desportivo e Cultural de Odemira.
Ainda no âmbito do Festival de Marchas 2017, entre os dias 7 a 28 de Junho, poderá ser apreciada na Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira, uma Mostra de Trajes do Festival de Marchas, numa iniciativa do Câmara Municipal e das várias associações participantes no evento.
Segundo fonte oficial da autarquia, a mostra tem por objectivo “valorizar e mostrar os trabalhos de guarda-roupa, nos modelos feminino e masculino, confeccionados para as marchas, ao longo dos anos em que tem decorrido a iniciativa”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima