Falta de médicos preocupa PSD

Falta de médicos

A perda acentuada de médicos especialistas e médicos internos nos cuidados de saúde hospitalares da região está a preocupar a deputada do PSD eleita por Beja, que já questionou a ministra da Saúde sobre o assunto.
Em audição regimental de Marta Temido no Parlamento, Nilza de Sena considerou “inadmissível” que se repitam queixas, perguntas e interpelações sobre o tema e “não haja qualquer acção por parte do Ministério”.
Na sua intervenção, a parlamentar do PSD referiu “a falta de médicos, anestesistas, obstetras, ginecologistas, cardiologistas, urologistas, pediatras, cirurgiões e radiologistas, acrescentando: “Agora que melhorámos os equipamentos de radiologia e até imagiologia, não há médicos para operar com os equipamentos. Isto é caricato e tem repercussões óbvias na resposta aos utentes”.
Nilza de Sena frisou ainda que “os tempos de espera para consulta assumem tempos incomportáveis”, caso da Urologia, “que já tem tempo máximo de resposta garantida de 278 dias, que aumentou 6% num ano”.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima