Exportadores lusófonos discutem negócios em Beja

Exportadores lusófonos

O Baixo Alentejo recebe a partir desta quarta-feira, 6 de Julho, o III Fórum da União de Exportadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
A iniciativa é uma organização conjunta da União de Exportadores da CPLP e da Confederação Empresarial da CPLP e prevê quatro dias de intensa discussão (e muitos negócios) que contarão com a presença de figuras como José Ramos Horta (político timorense que foi Nobel da Paz), Marcelo Rebelo de Sousa (Presidente da República), Carlos Moedas (comissário europeu responsável pela pasta da Investigação, Inovação e Ciência e que é natural de Beja), Luís Marques Mendes, Luís Amado (ambos ex-ministros e embaixadores da CPLP) ou Murade Murargy (secretário-executivo da CPLP).
“Vai ser um evento de referência mundial. Teremos cá jornalistas e personalidades dos quatro cantos do mundo. Queremos que Beja seja a cidade da CPLP durante este período”, assume o presidente da União de Exportadores da CPLP, Mário Costa.
O fórum começa quarta-feira, 6 de Julho, em Almodôvar, num dia que será dedicado aos sabores da lusofonia. Na quinta-feira, 7 de Julho, os participantes irão até à Vidigueira, onde decorrerá um Simpósio Internacional sobre o Vinho e a Vinha.
Depois, na sexta-feira e sábado, dias 8 e 9 de Julho, a discussão passará para as instalações do NERBE, em Beja, onde os representantes de mais de 2.000 entidades públicas e privadas, assim como empresários dos nove Estados-membros da CPLP, poderão participar em seminários temáticos, em reuniões B2B e na grande conferência “CPLP: Comunidade de povos abrangentes”, assim como visitar a mostra empresarial e cultural que estará patente no local.
Mas haverá mais atractivos, promete o presidente do Núcleo do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral da União de Exportadores da CPLP.
“Este fórum vai ter algo de diferente relativamente aos anteriores. Desde logo porque vai permitir que não só as empresas possam estar presentes, mas também a comunidade em geral e a população. Iremos ter portas abertas para que haja uma maior dinâmica”, assegura Mário Simões, que é também um dos responsáveis pela organização do fórum.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima