Estudo revela que Baixo Alentejo é das regiões mais afectadas pela crise

Estudo revela que Baixo Alentejo é das regiões mais afectadas pela crise

A Península de Setúbal, o Algarve, parte do Baixo Alentejo e da Lezíria são as regiões do país mais afectadas pela crise, segundo um estudo do Instituto de Ciências Sociais (ICS) apresentado esta terça-feira, 27, em Lisboa.
O investigador do ICS e especialista em Geografia João Ferrão apresentou o estudo "Geografia da Crise" que compara a situação das famílias e das empresas nos 278 municípios do continente em dois diferentes períodos: numa época de pré-crise (entre 2005/2007) e na fase inicial da crise (2009/2010).
De acordo com a investigação do professor da Universidade de Lisboa e ex-secretário de Estado do Ordenamento do Território, "as empresas são mais sensíveis à crise do que as famílias”, revelou.
Em apenas cinco anos, a situação das empresas agravou-se em 166 municípios (mais de 60% do total) enquanto a vida das famílias piorou em 79 municípios (28%).
Numa análise conjunta de famílias e empresas, a crise atingiu principalmente a Península de Setúbal, o Algarve, parte do Baixo Alentejo e a Lezíria.
Nos mapas apresentados no estudo, os municípios abaixo da média nacional foram pintados a negro.
O resultado é uma "mancha negra" que levou o investigador a dizer que "Portugal está de luto".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima