Empresários do Alentejo querem mais exportações

Empresários do

As associações empresariais dos distritos de Beja, Évora e Portalegre querem aumentar até ao ano de 2015 o número de empresas exportadoras e as exportações do Alentejo.
Os objectivos deverão ser alcançados com o projecto "Alentejo 2015 Exportar+", que envolve o NERBE, o Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) e o Núcleo Empresarial da Região de Portalegre (Nerpor).
Através do projecto, as associações querem "aumentar o número de empresas exportadoras e o volume de exportações e de negócios internacionais do Alentejo", concretamente dos distritos de Beja, Évora e Portalegre, explica à Agência Lusa o presidente do NERBE, Filipe Pombeiro.
Desta forma, o projecto, que pretende abranger "o maior número possível de empresas" e beneficiar, "pelo menos, 30", quer "contribuir para a internacionalização da economia alentejana, que é uma das menos internacionalizadas do país", com excepção do sector agrícola e de algumas fileiras, como as do vinho e do azeite, frisa.
O projecto "Alentejo 2015 Exportar+", co-financiado pelo programa comunitário InAlentejo, através do Sistema de Apoio às Acções Colectivas, vai ser apresentado e lançado esta quarta-feira, 26, às 15h00, no NERBE, e durar até 2015, ano em que os promotores esperam atingir os objectivos.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima