EMAS Beja traça prioridades para 2018

EMAS Beja traça

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja tem como grande prioridade em 2018 realizar “intervenções muito cirúrgicas e específicas em toda a rede de águas, quer da cidade quer das freguesias rurais”.
“Queremos dar resposta a um dos maiores problemas que não foi resolvido pelas intervenções realizadas nos últimos tempos e que tem que ver com o número de roturas nos ramais domiciliários”, onde acontecem “85%” das anomalias detectadas na rede da cidade, adianta ao “CA” o administrador-executivo da empresa.
Nesse sentido, Rui Marreiros, o objectivo da EMAS passar por, “pouco a pouco, tentar retomar o nível de eficácia ao nível da reparação de roturas – reparando mais depressa e melhor – e ao nível da reposição dos pavimentos, para conseguimos atingir um nível de estabilidade”.
Paralelamente a estas intervenções na rede, a EMAS pretende igualmente prestar mais serviços a outras entidades gestoras e autarquias, seja através do laboratório seja no trabalho de detecção de fugas e perdas de água nas redes.
“Percebendo que há muitos municípios que continuam a ter problemas muito significativos nessa área e há uma intenção clara de prestar serviços nessa área. Não só numa perspectiva de aumento de receita, mas também de transferir algum do know-how que já temos para os outros municípios”, explica Rui Marreiros.

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima