EDIA disponibiliza albufeira do Alqueva para combate aos incêndios florestais

EDIA disponibiliza albufeira do Alqueva para combate aos incêndios florestais

Transmitir a disponibilidade da EDIA em facilitar o acesso à água da albufeira do Alqueva é o grande objectivo da reunião que a Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva tem esta quinta-feira, 5, de manhã com os comandantes distritais de operações de socorro de Beja e de Évora.
Durante o encontro, os novos responsáveis pela administração da EDIA vão transmitir a disponibilidade da empresa "em facilitar o acesso à água, nomeadamente informando a localização das infra-estruturas integradas no Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA), para fins de combate aos incêndios florestais".
A medida surge devido à proximidade do tempo quente e seco "que caracteriza o Alentejo", em que "os riscos de incêndio são substancialmente potenciados".
"O EFMA, enquanto infra-estrutura de armazenamento e transporte de água, detém, no território que ocupa, um conjunto de barragens, reservatórios e canais, muitos deles com pouco tempo de existência, os quais podem constituir um importante apoio a quem no terreno tem a tarefa de combater os incêndios florestais", adianta fonte oficial da EDIA.
Nesse sentido, continua a mesma fonte, "por ser um conjunto de infra-estruturas recentes, muitas delas ainda sem localização definida nas cartas e mapas do território, a EDIA decidiu produzir estes instrumentos de apoio actualizados e fornecê-los às entidades que coordenam e dirigem as operações de socorro, contribuindo desta forma para o cumprimento de um dos objectivos do projecto de Alqueva: o combate à desertificação física".

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima