“É possível PSD recuperar câmaras de Alvito e Ourique”

“É possível PSD recuperar

Manter a maioria na Câmara de Almodôvar e voltar a vencer em Alvito e Ourique – é esta a ambição do coordenador autárquico do PSD no distrito de Beja, João Araújo.

Quais as expetativas do PSD no distrito de Beja nas eleições autárquicas?
O PSD é um partido de convicções, determinado e de forte incidência autárquica. Congrega à sua volta homens e mulheres que, pelo seu percurso de vida social, profissional e familiar, são pessoas que, pelas suas qualidades, dão e pretendem dar à vida pública. E ao acrescentarem valores são uma mais-valia na condução de políticas que, certamente, irão valorizar e enriquecer o desenvolvimento dos territórios e desta forma contribuir para a melhoria da qualidade de vida das populações. Neste sentido, o PSD reúne um conjunto de pessoas que se disponibilizaram para servir, através da instituição autárquica, as comunidades. O PSD tem orgulho nas suas listas, estou certo que através da sua abnegada participação, seriedade, coragem, saber e dedicação é possível executar políticas que melhor possam servir os respectivos concelhos. O PSD concorre em todos eles, cuja expectativa é elevada no que respeita a um maior número de eleitos, quer ao nível dos executivos, quer nas assembleias municipais e de freguesia.

Teme que a “prestação” do PSD possa ser penalizada pelo facto do partido estar no Governo?
Não, são realidades totalmente diferenciadas! Estas eleições correspondem à eleição de cidadãos que são sobejamente conhecidos dos eleitores e que de forma responsável pretendem servir os interesses do desenvolvimento das suas terras e concomitantemente o bem-estar dos seus concidadãos. Numa democracia moderna e consistente, o povo não se deixa influenciar por profetas da desgraça e simuladores de comportamentos e atitudes em que nada dignificam o ato eleitoral. É necessário e imprescindível estarmos atentos e penalizarmos aqueles que o pretendem fazer e que, ainda num passado recente, nos conduziram a uma situação de crise económica e, consequentemente, social e política de enormes constrangimentos. Vivemos um momento particularmente difícil da nossa história e o PSD não foge às dificuldades. O país, o Alentejo precisa de gente capaz, honesta e trabalhadora e com vontade de fazer. O PSD já deu provas e hoje mais do que nunca, após muitas das reformas e medidas difíceis e corajosas que foram implementadas, passado que foi este tempo, existem sinais encorajadores e de enorme significado que nos acalentam e que nos permitem encarar o futuro com esperança. Com a participação de todos venceremos as dificuldades. Tirar o país da crise em que outros o mergulharam é uma tarefa difícil, mas que está a ser conseguida. É por estas razões que entendemos que as pessoas saberão entender e diferenciar o momento actual e no dia 29 de Setembro saberão escolher os seus representantes no poder local.

Em Almodôvar, único concelho onde é maioria, o PSD apresenta uma equipa totalmente renovada e que vai ter a oposição do actual executivo. Ainda assim, confia na vitória da candidatura liderada por Ricardo Colaço?
Confio plenamente! A vitória do Ricardo Colaço no contexto criado é a vitória da honestidade, da seriedade, da confiança, da dedicação e de continuar a dar a Almodôvar a dignidade que merece na senda do progresso e do desenvolvimento. O PSD concorre em Almodôvar com uma equipa totalmente renovada. O desgaste de mais de uma década do actual executivo e a impossibilidade de recandidatura do actual presidente da Câmara motivaram o PSD em avançar com esta lista renovada. De qualquer modo, Ricardo Colaço é o presidente da Junta de Freguesia de Almodôvar há dois mandatos sucessivos, vencendo nesta que é a maior freguesia do concelho com mais de 50% do eleitorado do concelho e com uma esmagadora maioria, granjeando de um grande apoio da parte de eleitores e cidadãos que se posicionam mais à esquerda. Sendo assim, o PSD apresenta-se a eleições com uma equipa renovada mas experiente. Ricardo Colaço conta com a sua grande popularidade e experiência executiva na Junta de [Freguesia de] Almodôvar ao longo de oito anos. Rui Santana, que foi o chefe de gabinete do actual presidente da Câmara [António Sebastião] cerca de 11 anos, dotado de uma experiência invejável ao nível da gestão da autarquia, e Florinda Saleiro, uma profissional da educação que tem nos últimos anos coordenado o Jardim de Infância e a EB1 de Almodôvar, são garantias de bem-fazer que a população de Almodôvar saberá reconhecer. Não nos podemos esquecer que o trabalho levado a cabo em Almodôvar na última década não se deveu exclusivamente ao actual presidente, mas a uma vasta equipa, de onde se destacaram Manuel Palma e Rui Santana, entre tantos outros, que agora integram as listas de candidatos do PSD a todos os órgãos autárquicos do concelho.

Relativamente aos outros concelhos, o PSD acalenta alguma expectativa maior de vitória em alguns deles em particular?
Não é fácil responder à sua questão… Contudo, e porque temos confiança no trabalho desenvolvido e nas pessoas que protagonizam novas candidaturas, a vontade de fazer mais e melhor em prol do bem-estar e qualidade de vida das populações, são razões suficientes para acreditarmos que vamos poder gerir os destinos do Município de Almodôvar pelos motivos já evocados anteriormente. E também nos leva a acreditar que é possível recuperar as câmaras de Alvito e Ourique, que em tempos já foram geridos pelo PSD e de boa memória. Relativamente aos outros municípios, por razões históricas, não vai ser fácil protagonizarmos resultados vencedores, mas para bem das diferentes comunidades o PSD irá eleger o maior número de candidatos, por forma a poder contribuir com novas ideias e assim tornar o debate mais rico e mais equilibrado.

AMANHÃ (19 DE SETEMBRO): ENTREVISTA COM MANUEL REIS, COORDENADOR AUTÁRQUICO DA CDU NO DISTRITO DE BEJA

Partilhar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Correio Alentejo

Artigos Relacionados

Role para cima